Inundações deixam mortos e centenas de desaparecidos no norte da Índia

Parte de uma geleira se desprendeu da cordilheira do Himalaia na manhã deste domingo (8), elevando o nível de rios que cortam o estado de Uttarakhand, no norte da Índia e provocando o transbordamento de uma represa.

Segundo autoridades indianas, a repentina alta do nível dos rios afetou várias comunidades, deixando pessoas isoladas. Jornais indianos estimam que mais de uma centena de pessoas estão desaparecidas e mais de uma dezena de vítimas já foram encontradas sem vida.

No Twitter, o ministro-chefe do governo de Uttarakhand, Trivendra Singh Rawat, disse que ao menos 157 trabalhadores estavam trabalhando em dois empreendimentos atingidos pelas águas. Um vídeo que o departamento de polícia de Chamoli, um dos distritos de Uttarakhand, compartilhou nas redes sociais registra o momento em que parte destes trabalhadores são resgatados de um túnel. De acordo com o site The Indian Express, ao menos 50 homens trabalhavam no local no momento do acidente. O departamento de polícia informou que até as 10 horas (horário de Brasília), 15 deles já tinham sido resgatados.

 

De acordo com Rawat, equipes de resgate de vários órgãos federais e estaduais foram rapidamente deslocados para a região a fim de socorrer as vítimas. “Todas as equipes de resgate estão fazendo o possível para salvar as vidas”, escreveu o membro do governo de Uttarakhand. “Equipes médicas foram levadas às pressas para o local. Trinta leitos do hospital de Joshimath estão preparadas para atender à emergência, bem como outros hospitais em Srinagar, Rishikesh, Jollygrant e Dehradun. Estamos fazendo o nosso melhor para lidar com este desastre.”

Em sua conta no Twitter, o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, lamentou o desastre. Modi afirmou que está acompanhando os trabalhos de resgate às vítimas. “Estou constantemente monitorando a lamentável situação em Uttarakhand. A Índia está com Uttarakhand e a nação ora pela segurança de todos lá”.

Em julho de 2013, ao menos 6 mil pessoas morreram devido às consequências das fortes chuvas que atingiram Uttarakhand, causando inundações e deslizamentos de terra. O estado atrai turistas de várias partes do país e do mundo por ser sede de alguns lugares considerados sagrados no hinduísmo e fonte da nascente do Rio Ganges.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Idosos de 66 e 67 anos podem receber a vacina contra Covid-19 em Guabiruba

Na ultima segunda-feira (5), a Secretaria de Saúde de Guabiruba recebeu mais um lote com 470 doses de Coronavac, destinadas à primeira e segunda dose do grupo prioritário. Com isto, idosos de 66 e 67 anos poderão receber a vacina a partir desta quarta-feira (7). A aplicação será na Policlínica das 17h às 21h e se estenderá até a sexta-feira, (9). Os idosos serão organizados pelos postos de saúde de...
Continuar lendo...

Guabiruba possui uma pessoa internada na enfermaria, por conta da Covid-19

A Prefeitura de Guabiruba informou o Boletim Epidemiológico desta quinta-feira (25). Foi confirmado quatro casos, sendo um homem e três mulheres.  No total, Guabiruba registra 4280 casos de Covid-19, destes, 4222 estão recuperados e 9 estão ainda ativos. O Centro de Triagem detectou 11 pessoas suspeitas que estão esperando o resultado do teste. Guabiruba possui um cidadão internado na enfermaria em Brusque no momento.   Até...
Continuar lendo...

Havan se manifesta após desistência de registro pela CVM

A Havan emitiu um comunicado após a segunda tentativa de tornar seu capital aberto. A primeira havia ocorrido em outubro de 2020. Desta vez, o pedido de registro pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) foi, como defende a nota, foi cancelado pela empresa em razão do “atual planejamento estratégico da companhia”.  Ainda segundo o texto, a oferta pública inicial de ações será retomada em momento “oportuno...
Continuar lendo...