Secretária Eliani esclarece os últimos ajustes antes do retorno das aulas presenciais

Com a proximidade da data de retorno as aulas presenciais, os desafios e as expectativas de gestores e famílias tem aumentado. A secretária de Educação de Brusque, Eliani Busnardo Buemo, em entrevista a Rádio Cidade trouxe alguns pontos importantes. Conforme ela, o momento é de empatia, paciência para que tudo tome forma. As aulas retornam no dia 08 de fevereiro.

Eliani explica que nesse primeiro momento será feito um revezamento. “Nós não voltaremos com 100% da capacidade das nossas unidades escolares. Porque as diretrizes de saúde apontam um metro e meio de distanciamento entre as pessoas nos espaços. A partir do 08 cada família terá a oportunidade de duas semanas por mês seus filhos em atividades presenciais. Vamos organizar da seguinte forma, uma semana presencial e outra online e assim sucessivamente. Os pais podem fazer a opção, por deixar seus filhos com atividades remotas. O que eles não podem é não matricular, não fazer a escolha e ainda não acompanhar, isso é uma questão legal, é dever da família faz a matricular e manter o vínculo com a unidade escolar”, explicou.

As linhas gerais partirão da secretaria, mas Eliani explica que cada unidade escolar terá as suas particularidades. “Cada unidade escolar, dentro do seu plano de contingência deve fazer a organização de acordo com as especificidades. As linhas gerais a secretária apresenta, os equipamentos de proteção individual também fornecemos, merenda, transporte, todo o tipo de suporte para que as atividades aconteçam partirão daqui, porém, cada unidade, cada território fará sua organização de acordo com cada realidade”, frisou.

Eliani chama atenção para o novo momento que a educação vive. “É um novo tempo, todos nós vamos aprender. Tenho dito que até aqui somos a geração que tinha a escola como um espaço único pedagógico, e agora também passa ser um espaço para desenvolver as emoções e os sentimentos”.

Educação Infantil

Sobre a educação infantil a secretária explica que diferente de outros gestores da região decidiu manter o período integral para creche. “Nós aqui em Brusque acreditamos que será uma maneira de contribuir com a família, de modo que durante aquela semana no horário de funcionamento em tempo integral, dos seis meses até os três anos, possa contribuir com a organização da família”.

Ela explica que todos os cuidados deverão ser tomados. “Terá um regramento em relação as trocas dos bebes, teremos núcleos de trabalho, onde a criança e o adulto trabalham juntos durante aquela semana toda. Há todo um protocolo caso alguém manifeste estar contaminado. Os profissionais da limpeza já estão sendo orientados desde o ano passado, quanto a higienização”, frisou Eliani.

Autonomia das unidades escolares

Eliani reforçou a autonomia dos educandários em algumas decisões. “O critério para que turma virá primeiro para a escola é especifico da unidade, por exemplo, não poderíamos dizer que seja em ordem alfabética, porque se tem irmãos, com letras diferentes, como vai ser para a família, uma semana um, outra semana outro, é melhor que todos vão juntos. Então isso é detalhe, é especificidade”, afirmou.

Bons profissionais

Finalizando a secretária destacou o grupo de profissionais que atuam em Brusque. “Nós temos um conjunto de profissionais na rede muito bem preparados, que estão, com vontade de voltar, e entendendo que é necessário, por isso, eu acredito que com o passar dos dias nós vamos acertar. Precisamos todos de paciência, tolerância. Não é de nossa vontade, da secretária, do governo, do diretor, que as aulas fossem alternadas, mas é o cumprimento do regramento”.

Em caso de dúvidas entre em contato diretamente com a unidade escolar.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões