Hang dispara contra sindicatos e diz que vai à justiça anular venda de imóvel

A Havan vai entrar na justiça contra a venda do imóvel da antiga companhia Industrial Sclhlösser, localizado na Avenida Getúlio Vargas, no Centro de Brusque, para uma empresa de Guabiruba, a GBA. A negociação foi aprovada durante reunião dos ex-trabalhadores, liderada pelo Sindmestre e pelo Sintrafite, realizada na manhã do último dia 17. O empresário, Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, acusa os dois sindicatos de terem feito um processo sem transparência e coloca em dúvida os motivos da negociação fechada com a empresa guabirubense.

Durante a manhã desta terça-feira, 26, Hang e sua equipe apresentaram as alegações à imprensa. Segundo ele, havia apenas uma proposta interessada na compra do imóvel e esta era da própria Havan. Porém, no dia da reunião, o representante da empresa, Nilton Hang, chegou ao local da reunião entre os ex-empregados e os sindicatos, na sede do Sintrafite, e foi informado de que havia uma nova proposta.

Segundo o empresário, reforçado pelo setor jurídico, não se tratava de um leilão e sim da avaliação de uma única proposta. Para que isso ocorresse, o leilão, teria que ser feito uma convocação através de editais e para que comparecesse um mínimo de trabalhadores para definir.

Hang disse ainda que houve uma reunião entre os presidentes dos dois sindicatos, Aníbal Bottger, do Sintrafite, e Valdírio Vanolli, do Sindmestre, juntamente com representantes do setor jurídico das entidades e da Havan na última semana. Na ocasião, um dos sindicalistas teria dito que não foi colocada a chamada para um leilão pois se outros interessados soubessem da participação da Havan não iriam entrar na disputa.

O empresário utilizou a palavra sacanagem para se referir à negociação intermediada pelos dois sindicatos. E informou que uma ação judicial para anular a negociação será impetrado ainda esta semana contra o Sindmestre e o Sintrafite.

"Não podemos aceitar a maneira como foi tratado isso. Não podemos aceitar o errado como verdadeiro", disse o empresário, repetidamente, por várias vezes. 

Ele ainda levantou um questionamento sobre quais os motivos por trás de a negociação ter sido conduzida dessa forma pelas duas entidades sindicais.

A Rádio Cidade tentou contato com os dois sindicatos para saber sobre as colocações feitas pelo empresário. Anibal Boettger, do Sintrafite, estava em reunião. Já Valdirio Vanolli, do Sindmestre, disse que as duas entidades vão se manifestar sobre o assunto em uma coletiva de imprensa na próxima quinta-feira (28).

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões