Papa Francisco diz que mundo precisa de “vacina para o coração” em 2021

O Papa Francisco disse hoje que 2021 será "um bom ano" se as pessoas cuidarem umas das outras e salientou que, além de uma vacina contra o coronavírus, o mundo precisa de uma "vacina para o coração".

"Não é bom conhecer muitas pessoas e muitas coisas se não tomarmos conta delas. Este ano, enquanto esperamos pela recuperação e novos tratamentos, não negligenciemos os cuidados. Porque, além da vacina para o corpo, precisamos da vacina para o coração, que é o cuidado. Será um bom ano se cuidarmos dos outros", disse.

As palavras do Papa foram lidas numa homilia pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, durante a Missa de Ano Novo, dedicada à "solenidade de Maria Santíssima Mãe de Deus", que foi celebrada hoje no Vaticano.

O Papa Francisco foi impedido de presidir a esta missa e também às vésperas de 31 de dezembro de 2020, por causa de uma dor ciática, segundo o porta-voz da Santa Sé, Matteo Bruni.

Jorge Bergoglio deixou, no entanto, a homilia escrita para que o Cardeal Parolin pudesse ler as suas palavras aos poucos participantes e meios de comunicação social que puderam estar na Basílica de São Pedro, no Vaticano, devido às medidas preventivas para evitar a propagação do coronavírus.

A missa foi celebrada sem os fiéis e numa basílica vazia. O Papa enfatizou três palavras - bênção, nascimento e encontro - , e salientou o papel da Virgem Maria, neste dia em que a Igreja Católica também celebra o 54.º Dia Mundial da Paz, este ano sob o lema "A cultura do cuidado como caminho para a paz".

"Não estamos no mundo para morrer, mas para gerar vida", disse o Papa, acrescentando: "O primeiro passo para dar vida ao que nos rodeia é amá-la dentro de nós próprios.

Sublinhou a importância de "educar o coração para cuidar, para valorizar as pessoas e as coisas", para que as sociedades cuidem dos outros e do mundo.

Considerou que "o mundo está seriamente contaminado por dizer coisas más e por pensar mal dos outros, da sociedade, de si próprios", e assegurou que "a maldição corrompe, faz tudo degenerar" e que "a bênção regenera, dá força para recomeçar".

No final da homilia, Francisco perguntou-se a si próprio o que as pessoas deveriam encontrar no início de 2021 e respondeu: "Seria bonito encontrar tempo para alguém. O tempo é uma riqueza que todos temos, mas da qual temos inveja, pois queremos usá-lo apenas para nós próprios".

Assim, encorajou as pessoas a dedicarem momentos aos outros, especialmente aos "que estão sós, aos que sofrem, aos que precisam de ser ouvidos e cuidados".

O calendário das celebrações do Natal do Vaticano continua até 6 de janeiro com a Missa da Epifania do Senhor.

 

Fonte: Agência Brasil

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Eventos com recursos públicos deverão vender cerveja artesanal catarinense

Para incentivar a produção catarinense de cerveja artesanal, o governador Carlos Moisés sancionou a Lei nº 18.050/2020, que entrou em vigor com a publicação no Diário Oficial (DOE) de quarta-feira (30). Com a medida, eventos realizados com recursos públicos em que houver venda de cerveja, ao menos 20% do total comercializado deve ser de cerveja artesanal produzida em território catarinense. “Essa é...
Continuar lendo...

Gás de cozinha sobe mais que o dobro da inflação em 2020

Depois da inflação dos alimentos, no segundo semestre, o brasileiro enfrentou uma nova pressão sobre os preços no fim de 2020. O gás de cozinha encerrou o ano passado com alta de 9,24%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso representa mais que o dobro da inflação de 4,52% registrada no ano passado. Usado...
Continuar lendo...

Treze pessoas são indiciadas por falsificação de sabão em pó

A Polícia Civil concluiu o inquérito policial da Operação “Falso Rinso”, que investigou falsificação de sabão em pó, em Orleans. Treze pessoas foram indiciadas por suspeita de falsificação de produto de limpeza, crimes contra as relações de consumo e contra registro de marcas. O suspeito de falsificar os produtos revendia a mercadoria. A conclusão do inquérito foi da Delegacia de...
Continuar lendo...