O preço dos alimentos básicos em Brusque

Pesquisa do Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas Sócio-econômicas (Dieese) feita em setembro revela que os custos dos alimentos essenciais da cesta básica aumentaram 4.34 % em Brusque, em comparação com o mês de agosto. Entre as 16 capitais pesquisadas a maior alta foi registrada em Fortaleza, onde a cesta subiu 4,39%.
As altas mais expressivas foram registradas no óleo de soja, arroz, carne, pão, leite e feijão. A carne vermelha e pão francês também tiveram uma alta significativa. O gasto mínimo mensal de horas/trabalho para aquisição dos 13 produtos é de R$ 171,82., consumindo 48,96% do atual salário mínimo (R$ 380). O salário mínimo ideal para duas pessoas adultas e duas crianças terem acesso à saúde, transporte, vestuário, alimentação e lazer seria de R$ 1.737,16.
As variações dos 13 produtos pesquisados em Brusque foram:
Carne variação de 1.82%
Leite deflação de 4.67%,
Feijão aumento de 17.32%
Arroz variação de 2,31%
Farinha aumento de 0,8%
Batata queda de 6,43%,
Tomate aumento de 19,14%
Pão variação 8,86%
Café aumento de 5,83
Banana variação de 1,29%
Açúcar queda de 3,31%
Óleo aumento de 7,80%
Manteiga variação de 0,37%
 
Dúvidas ou Sugestões