“Não é porque eu estava do lado do Ciro que vou odiar o Ari”

Eleito vereador com 851 votos pelo Podemos, Cassiano Tavares, o Cacá, afirma que pretende consolidar o slogan da campanha, de ser uma voz diferente na Câmara. Ele refuta o rótulo de oposição sistemática ao governo, apesar de ter sido eleito por um partido adversário do futuro prefeito, Ari Vequi.

Conversar com o governo será a linha de atuação de seu mandato. Ter as portas abertas, afirma o vereador eleito.

“Acredito em um bom diálogo entre Executivo e Legislativo. Posso estar sendo ingênuo, mas acredito nisso, na harmonia dos poderes. Escutamos há muitos anos que a Câmara é um puxadinhos a Prefeitura e isso sempre me magoou”, destaca ele.

“Não vou polarizar ódio. Não é porque eu estava do lado do Ciro (Roza) que eu vou odiar o Ari. Ele é o prefeito. É meu prefeito agora”, brinca ele.

Cultura e educação são duas áreas que devem tomar a frente de suas ações na hora de propor melhorias.

O vereador eleito afirma que não tinha intenção de entrar para a política. Foram inúmeras investidas de conhecidos e amigos desde 2018, sempre com sua negativa. Até que um pedido dos pais o balançou.

“Eles disseram: filho, ajudamos tanta gente nesses anos. Uns nos decepcionaram, outros não. Não é hora de colocar um sangue nosso lá?”, destacou. E assim nascia a candidatura, a primeira a um cargo eletivo público.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões