“Acho que teve um pênalti não marcado que seria decisivo”

Após o empate contra o Boa Esporte, na segunda-feira (09), no estádio Augusto Bauer, o auxiliar técnico do Brusque, Fernando Borba, que substituiu, Jerson Testoni, que testou positivo para o Coronavírus, falou sobre o desempenho da equipe. Um dos questionamentos para Borba foi sobre a arbitragem, que conforme ele deixou de marcar um lance decisivo para o quadricolor. “Não gosto muito de falar de arbitragem, mas eu conversei com eles sobre alguns pontos. Acho que teve um pênalti não marcado que seria decisivo”, afirmou.

Fernando destacou que a intenção era conseguir a vitória, mas o empate demonstrou uma boa postura da equipe. “Estávamos preparados, com o objetivo na vitória, mas ela não veio, mas a maior lição que fica foi o espirito que a gente tem que lutar até o final, foi o que aconteceu, assim conseguimos reverter uma situação e empatamos”.

Sobre a classificação, Borba explicou que segue sendo um dos objetivos do Brusque na competição. “Nossa busca é sempre pela vitória, temos quatro jogos pela frente para garantirmos a nossa classificação e vamos em busca desse objetivo. Perdemos peças importantes para o próximo jogo, mas vamos trabalhar para montar um bom time”, finalizou.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões