Atuação da PGE garante R$ 77 milhões para implementação de políticas públicas em SC

A argumentação apresentada pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE/SC) em uma ação contra a União e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) resultou na confirmação, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), da liminar deferida no final de 2019 que determinava o repasse de mais de R$ 77 milhões para Santa Catarina aplicar em diversos programas e projetos de implementação de políticas públicas. A decisão foi proferida pelo ministro Gilmar Mendes na Ação Cível Originária (ACO) 3338 e publicada nesta semana.

O bloqueio dos valores ocorrera porque Santa Catarina foi indevidamente incluída no Cadastro Único de Convênios (Cauc), no Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) e no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (Cadin) por não ter inserido dados sobre a aplicação de recursos da receita vinculada à manutenção e ao desenvolvimento do ensino referentes aos quinto e sexto bimestres de 2019 no Sistema de Informações Sobre Orçamentos Públicos (Siope). Nos autos, os procuradores que atuaram no caso justificaram que o Estado cumpriu com a aplicação dos recursos mínimos na área da educação, e pediram que fossem “afastadas as restrições previstas pela Lei de Responsabilidade Fiscal”.

No entendimento da PGE, “não se pode anular o cumprimento da obrigação principal em razão do mero descumprimento da obrigação acessória de inclusão do relatório no Siope”, pois isso implicaria em desvirtuar a lógica do Direito, “permitindo que uma obrigação principal siga uma obrigação acessória - e não o contrário”.

O ministro Gilmar Mendes, relator da ACO, entendeu que “mesmo que a inserção das informações nos sistemas governamentais seja de responsabilidade do próprio Estado de Santa Catarina, isso não autoriza a sua negativação automática no Cauc/Siafi sem a efetiva observância dos princípios balizadores do contraditório e da ampla defesa”. Segundo ele, “não há qualquer comprovação de que o Estado tenha sido notificado sobre a sua inscrição nos cadastros de inadimplência”.

Os recursos que haviam sido bloqueados estavam destinados para obras da Defesa Civil; programas de qualificação, aquisição de veículos e avaliação de produtos agrícolas da Epagri; pesquisa da Udesc; capacitação, estudos e pesquisas fomentados pelo Fundo Estadual de Saúde; construção de unidades socioeducativas, implantação de serviços de acolhimento à mulher e capacitações promovidas pelo Fundo Penitenciário do Estado; e aquisição de equipamentos agrícolas, realização do Censo Escolar da Educação Básica e execução de ações de conservação de água e solo das secretarias da Agricultura e da Pesca, da Educação e do Desenvolvimento Econômico Sustentável.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

UNIFEBE lança edição virtual do Natal Solidário

O acendimento das luzes no Átrio do Bloco A, decorado nas cores da bandeira de Brusque, em comemoração aos 160 anos da cidade, marcou a abertura da edição virtual do tradicional Natal Solidário do Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE). Estudantes, professores e comunidade em geral puderam acompanhar, na noite desta quarta-feira (11), pelo Youtube da instituição, a chegada do Papai Noel e o lançamento do sistema de...
Continuar lendo...

Trabalhador sofre queimaduras com ácido em empresa no Steffen

O Corpo de Bombeiros e SAMU, atenderam por volta das 10h50 desta segunda-feira (9), na Guilherme Steffen, bairro Steffen, um acidente de trabalho em indústria metalúrgica. A vítima foi atingida por ácido. Segundo informações, os socorristas encontraram, o trabalhador de 23 anos, de pé sob o chuveiro, com sinais de hipotermia, apresentando queimaduras de 1° grau nos membros inferiores, região pélvica, tronco e face,...
Continuar lendo...

Brusque já registrou 1.249 focos do mosquito Aedes aegypti

Desde o início do ano, Brusque já registrou 1.249 focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. O bairro Santa Rita segue com maior número, 155; seguido pelo Centro, com 131, Santa Terezinha, 99 e São Luiz, 88. Quanto ao número de casos de dengue, são 44 confirmados, sendo 28 autóctones, ou seja, contraídos no próprio município de Brusque. Neste mês de novembro o Programa de combate a...
Continuar lendo...