Mais de 100 mil estão aptos a votar em Brusque, Guabiruba e Botuverá

Apesar do transtorno causado pela pandemia, os trabalhos nas duas zonas eleitorais, 5ª e 86ª, que abrangem Brusque, as cidades de Guabiruba e Botuverá estão dentro do planejado e programado. Uma equipe de  pessoas trabalha diariamente para dar conta de toda a demanda de serviços para que o pleito do dia  de novembro ocorra sem maiores problemas. 

Segundo o chefe de cartório Guilherme Capistrano Benedet, serão 126 sessões na 5ª Zona Eleitoral, que abrange as cidades de Guabiruba, Botuverá e uma parte de Brusque, além de 139 na 86ª, que compreende apenas Brusque, totalizando 265 sessões ativas para receber o eleitorado nas três cidades. Eleitorado este que soma mais de 107 mil pessoas: 87.640 em Brusque, 15.127 em Guabiruba e 4.188 em Botuverá.

Houve no número de novos eleitores em relação à eleição de 2018. A 86ª Zona Eleitoral passou de 55.126 há dois anos para 59.425 em 2020, acréscimo de quatro mil eleitores.

 

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Expediente da Prefeitura de Guabiruba volta ao normal nesta quarta-feira

O procedimento de sanitização da sede da Prefeitura de Guabiruba foi concluído na tarde de terça-feira (10). De acordo com a empresa que executou o serviço, o período de carência para a ação dos produtos utilizados é de 2h a 4h. Assim sendo, o expediente e atendimento ao público poderá retornar normalmente nesta quarta (11), já a partir das 8h. Todos os servidores que trabalham no prédio da...
Continuar lendo...

Projeto aumenta pena para estupro de vulnerável e cria garantias ao aborto legal

O Projeto de Lei 4550/20 obriga os órgãos de segurança pública a garantir a integridade física, a privacidade e as liberdades de locomoção e de manifestação da vontade de vítimas de estupro que decidirem pelo aborto legal no País. Estabelece ainda que a justiça deverá priorizar o julgamento de pedidos para a interrupção da gravidez de crianças ou adolescentes. O texto tramita na...
Continuar lendo...

“Não é porque eu estava do lado do Ciro que vou odiar o Ari”

Eleito vereador com 851 votos pelo Podemos, Cassiano Tavares, o Cacá, afirma que pretende consolidar o slogan da campanha, de ser uma voz diferente na Câmara. Ele refuta o rótulo de oposição sistemática ao governo, apesar de ter sido eleito por um partido adversário do futuro prefeito, Ari Vequi. Conversar com o governo será a linha de atuação de seu mandato. Ter as portas abertas, afirma o vereador...
Continuar lendo...