Um olhar para frente e de quem sabe onde quer chegar

Um ano atrás, o treinador do Brusque Futebol Clube, Jerson Testoni, certamente estava como na foto, olhando o caminho à frente e planejando sobre como chegar lá. E parece que deu certo. O Brusque não só é um dos destaques do Campeonato Brasileiro da Série C, onde lidera o grupo B, avança para a quarta fase da Copa do Brasil e vai decidir o Catarinense contra a Chapecoense.

“Estou muito feliz. É meu primeiro trabalho sólido como treinador profissional”, frisa ele.

Aos 40 anos de idade, Testoni vive, sem sombra de dúvidas, um dos momentos mais gloriosos de sua carreira como profissional. Natural de Gaspar, onde começou a carreira no Clube Atlético Tupy, deu a volta no país para retornar ao clube que o abriu as portas para o futebol profissional, o Brusque.

Antes de chegar a Brusque, ficou até os 17 anos no Tupy. No Brusque Futebol Clube jogou nas categorias de base. Se tornou jogador profissional no clube e foi o primeiro jogador a ser negociado, vendido ao Criciúma, onde jogou por três anos.

Ao longo de três anos atuou em São Paulo, na Francana, bem como no Botafogo de Ribeirão Preto e no XV de Piracicaba. Voltou para Santa Catarina no Joinville, depois Atlético de Ibirama, Marcilio Dias, Tubarão e encerrou a careira como jogador do Sete, de Imbituba.

A carreira de treinador teve início em Itajaí. Foi nas categorias de base do Marcilio Dias, do sub 15 ao sub 20 em dois anos. Em 2014 foi para o Atlético de Ibirama, onde atuou como auxiliar técnico do sub 20.

Em 2016 chegou no Brusque para as categorias de base e depois com auxiliar técnico profissional. Dois anos depois, em 2018, saiu e foi para o Joinville nas categorias de base.

Voltou ao marreco ano passado, como auxiliar técnico e depois técnico. Foi efetivado como técnico na quinta rodada da Copa Santa Catarina, quando a equipe não tinha nenhuma vitória. “Demos uma arrancada e nos tornamos campeões, o que nos deu essa vaga para disputar a Copa do Brasil e a histórica quarta fase”, relembra ele.

 

O ano de 2020 começou com título. Em plena Ressacada, em Florianópolis, o Brusque batia o vai e faturava a Recopa. No Catarinense, liderou por várias rodadas, se mantendo sempre entre os primeiros colocados.

Veio a Copa do Brasil e depois o Brasileiro da Série C, com o time mantendo a regularidade e conquistando torcidas por onde passou.

“Falei para o grupo que iríamos montar uma equipe corajosa, independente de adversário, de orçamento. Graças a Deus que os aletas abraçaram e compraram a ideia”, comemora ele.

Na noite desta quarta-feira (9), Testoni dá largada para mais um grande teste. O mais importante até aqui na trajetória de pouco mais de um ano como técnico profissional. Na Arena Condá, enfrenta a Chapecoense, às 21h30. Será o primeiro de dois confrontos para decidir quem é o melhor time de Santa Catarina.

A Rádio Cidade transmite o jogo, que pode ser acompanhado no site www.rc.am.br, nos canais da emissora no Facebook e no Youtube, bem como no Radiosnet.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões