Apesar do namoro, Republicanos aguarda outros partidos e ainda não confirma vaga de vice ao PSC

O Republicanos voltou a namorar com o PSC na busca por formar uma aliança para disputar a Prefeitura de Brusque nas eleições deste ano. As duas legendas, que ainda no ano passado já haviam anunciado a possível aliança, acabaram se afastando e, esta semana, voltaram a dar sinais de que podem estar juntas na disputa. O Republicanos tem como pré-candidato a prefeito o vereador Paulinho Sestrem.

Na quinta-feira (3), o presidente do PSC, Michel Belli, disse à reportagem Cidade que a decisão de chapa pura, tendo ele como candidato a prefeito e o filho do ex-deputado Serafim Venzon, João Venzon, como vice, era intenção abonada pela executiva local. No dia seguinte, uma reunião entre membros dos dois partidos mudou os planos novamente.

“Particularmente, voltamos a conversar com o PSC sobre a possibilidade de formarmos uma dupla, sim. Isso vai esquentar mais ou não nos próximos dias”, afirma o presidente do Republicanos, Leandro Hyarup.

Ele afirma que o afastamento que se deu entre os dois partidos, nos meses anteriores, foi justamente para que cada um buscasse sentir como seria a aceitação de voos solos.

Apesar da sinalização, a formação de dobradinha com o PSC não está tão solidificada assim. Hyarup relata que as conversas com outros partidos seguem e que, inclusive, há legendas saindo de grupos com os quais era dada como certa a aliança e que podem se juntar ao Republicanos.

“Parece que os grupos estão se definido, mas ainda existem partidos dissidentes de grupos, que não fecharam com ninguém, e estão em conversas abertas com a gente”, frisa ele sem citar quais.

A Convenção do partido está marcada para o dia 16, ainda sem local definido.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões