Vereadores reclamam e pedem fim das sessões no WhatsApp

A realização das sessões ordinárias através do aplicativo WhatsApp não está agradando a alguns vereadores de Brusque. Eles pediram ao presidente da Casa, Ivan Martins (DEM), para que seja revista a forma.

O vereador Sebastião Alesxandre Isfer de Lima (PL) disse que tem sido abordado por muitas pessoas que discordam do formato. "Estamos juntos com as pessoas que estão insatisfeitas com essa forma. Vejo que para fazer as sessões deve ter plataformas legais para que possamos ser mais efetivos e fazer o debate e as discussões das matérias importantes, que necessitariam que pudessemos saber o que os outros vereadores pensam”, disse ele.

Quem também se manifestou acerca do tema foi Marcos Deichmann (Patriotas). Para ele, as sessões não estão sendo produtivas nesse formato.

“Acredito que há muitas situações que precisamos debater e não temos tempo, nem condições de fazer uma cobrança mais efetiva diante desse curto espaço de tempo. Peço, encarecidamente, para se rever essa situação”, disse.

Deichmann sugeriu que se volte às sessões presenciais ou que se busque outra plataforma que permita melhor discussão sobre os projetos votados.

Aprovações

Na sessão desta terça-feira, os vereadores aprovaram as seguintes matérias:

- projeto 37/2020, que amplia em um km a rua Abraão de Souza e Silva, popular Estrada da Fazenda;

- três títulos de Cidadão Honorário (CLIQUE AQUI E VEJA A RELAÇÃO)

- moção de congratulações pelo aniversário do CEEI Ponta Russa, pedido de informações;

- pedido de informações 40/2020, sobre critérios para pavimentação e ruas;

- pedido de informações 41/2020, sobre prazo de ampliação de obra da Rua Francisco Bodemuller, no Centro II.

- pedido de informações 42/2020, sobre projetos de construção de edificações com uso racional de água e a liberação de Habite-se;

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões