Justiça será obrigada a convocar, na falta de voluntários o suficiente

A Justiça Eleitoral está com dificuldade para conseguir voluntários para atuar como mesários no dia das eleições deste ano, que será em 15 de novembro o primeiro turno e 29 do mesmo mês o segundo nas cidades em que houver. A informação foi confirmada ao programa Rádio revista Cidade, da Rádio Cidade, nesta quinta-feira (27), pelo diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), Daniel Sell.

Segundo ele, um dos principais motivos é o receio em função da pandemia do Coronavírus. Somente em Santa Catarina, haverá a necessidade de 53 mil mesários para atuar no pleito nas 293 cidades.

“É muita gente para sustentar o processo democrático. O que estamos pedindo é para que aqueles que não tem nenhuma dificuldade de saúde, nenhuma comorbidade e não são grupo de risco que participem da eleição”, destaca ele.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) montou uma equipe de profissionais em saúde para avaliar os riscos da realização das eleições neste ano quanto à pandemia. Parcerias com hospitais de renome em todo o país foram feitas para criar protocolos de saúde.

“Estamos vendo aqui em Santa Catarina uma tendência de melhoria da situação. Estamos na esperança, como se tem previsto, quando chegarmos mais para o final do ano a situação vai estar bem melhorar. Essa postergação para novembro tem funcionado a nosso favor”, frisa ele.

Foi proposto um fluxo de votação de forma que evite ao máximo o contato entre o eleitor e os mesários. Haverá álcool em gel, os mesários vão receber j=kits de máscaras, bem como os eleitores terão de usar o item, haverá fitas de distanciamento entre as pessoas, bem como  borrifador para uso da caneta na hora de assinar a ficha de votação. Além de tudo isso, este ano não haverá votação biométrica.

“Antes disso ele faz a higienização com álcool e ao sair da sessão ele higieniza as mãos. Então, temos um protocolo desenvolvido especificamente para esta eleição e vai ser finalizado esta semana. Quem vai ao supermercado não deveria ter medo de ir na sessão votar ou trabalhar. Lá vai estar mais seguro (do que no supermercado”, pontua ele.

Sell cita que o protocolo de segurança da Justiça Eleitoral descarta o uso de luvas. Isso porque já se confirmou que ela é um vetor de contagio. Outra medida ineficaz são os testes de temperatura, porque o próprio aparelho não separa o que é Coronavirus na pessoa.

“Fora isso, como o protocolo de segurança vai prever o momento em que o eleitor deve higienizar as mãos como álcool para depois ir n=para a urna e votar”, comenta.

O diretor-geral do TRE lembra que caso não haja sucesso na tentativa de se obter voluntários haverá a convocação. Com isso, as pessoas que forem acionadas deverão prestar o serviço, sob risco de penalização.

Interessados em atuar como mesários voluntários podem se inscrever no site do Tribunal, que é o www.tre-sc.jus.br.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Prefeita eleita morre de covid-19 no Rio Grande do Sul

A prefeita eleita de Santo Antônio das Missões (RS), Izalda Boccacio (PP), morreu na noite ontem (03) em razão de complicações decorrentes do novo coronavírus (covid-19). Izalda, que tinha 72 anos, venceu o pleito 53,47% dos válidos. Ela foi diagnosticada com covid-19 logo depois do encerramento da campanha e estava internada no município gaúcho de São Borja, junto com o marido, Lauro Boccacio. Professora de...
Continuar lendo...

Vídeo: Criança fica ferida após atropelamento, em Brusque

Por volta das 14h15 de quinta-feira (12) os Bombeiros se deslocaram até a rua Santos Dumont, no bairro Santa Rita, para atender atropelamento de uma criança. No local, estava um menino de 09 anos, já fora da via em uma loja deitado em colchão. Estava consciente, com sinais vitais estáveis. Ele apresentava ferimentos na cabeça, além de escoriações na região pélvica, abdômen, pernas e braços. Conforme a...
Continuar lendo...

Governo atualiza normativa sobre atividades presenciais de ensino

A partir desta sexta-feira, 13, as escolas localizadas nas regiões de risco Grave (cor laranja) no Mapa de Risco para Covid-19 não mais ofertarão as atividades de Apoio Pedagógico Presencial que estavam previstas. Essa suspensão ocorre por conta da portaria da Secretaria de Estado da Saúde nº 875, publicada apósdecisão judicial. A portaria consta no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (13), e revoga as portarias nº...
Continuar lendo...