Facebook irá bloquear contas de Bolsonaristas após pressão do STF

O Facebook divulgou, hoje (1), que pretende fazer um bloqueio global de 12 perfis de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro na rede social, cumprindo a determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Isto, porque no dia anterior, a empresa foi multada pelo ministro em 1,92 milhão de reais, devido ao inquérito de fake news,  sob o argumento de “interromper discursos criminosos de ódio”. De acordo com o ministro, a empresa cumpriu apenas parcialmente a decisão tomada em maio, onde deveria "suspender os perfis administrados por apoiadores do presidente fora do país".

Este mesmo inquérito, investiga a existência de notícias falsas, denunciações caluniosas, ameaças injúrias e outras infrações contra os membros do tribunal e seus familiares.

De acordo com o jornal El País, Moraes ainda intimou o presidente do Facebook no Brasil, Conrado Lester, e determinou que, além da multa milionária, a empresa pagasse taxas adicionais de 100 mil reais por dia, se não bloqueasse globalmente as contas em questão, que incluem nomes como Luciano Hang, empresário dono da redes de lojas Havan; Sara Geromini (conhecida como Sara Winter, organizadora de um grupo paramilitar de defesa do Governo); Allan dos Santos, dono do site bolsonarista Terça Livre; e o presidente do PTB, Roberto Jefferson.

Em nota, a empresa também afirmou que pretende recorrer da decisão de Moraes ao próprio STF.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões