Mais de 67% não querem volta das aulas presenciais em Brusque

A Secretaria da Educação da Prefeitura de Brusque lançou no dia 24 de junho uma pesquisa com as famílias, pais e responsáveis pelos alunos matriculados na rede municipal de ensino. O intuito é de identificar a percepção acerca das atividades não presenciais e uma possível volta às aulas presenciais. Das 5.565 famílias que responderam até ontem, terça-feira (30), 67,7% se manifestaram contrários ao retorno neste momento.

Os números foram repassados a Rádio Cidade pela secretária municipal da Educação, Eliane Aparecida Busnardo Buemo. 

"Obviamente que esse dado nos remete à necessidade de traçarmos estratégias, sobretudo de ensino híbrido. Porém, ainda estamos estudando os procedimentos e  aguardando as definições em relação à rotina de estudos estabelecidas", pontuou ela.

O levantamento tem por objetivo, ainda, Verificar como está a aceitação do uso da internet como ferramenta para as atividades. Os números mostram que 95,5% têm acesso à internet. Desses, 61,5% dizem que ela é excelente ou de boa qualidade.

"Nós, no início do processo das aulas não presenciais, já tínhamos um dado recolhido de uma pesquisa feita no ato da matrícula, em que havia percentual significativo de acesso.  O que nos deu segurança para enviar ao Conselho Municipal de Educação a solicitação de autorização para atividades remotas", destaca Eluabi.

Segundo ela,  a equipe do setor de educação tem monitorado os percentuais de participação dos alunos nas aulas à distância. e nós monitoramos os percentuais de participação das atividades. Conforme já divulgado aqui na Rádio Cidade anteriormente pela própria secretária,  o percentual de crianças  que não realizam as atividades através dos meios digitais é menor que 1%: representa, em média, 0,20% ou menos de 20 alunos.

Do total de alunos, 58,3% estão inseridos  na educação infantil e no ensino fundamental.

A pesquisa está em andamento até o dia 6 de julho.  São mais de dois mil comentários a respeito da mesma até o momento. 

"Esses dados, eles receberão tratamento e depois faremos a socialização dos mesmos para que sirvam de base para a tomada de decisão. Em seguida, realizaremos uma pesquisa também com os profissionais da educação.  Ouvir toda a comunidade escolar é importante nesse momento de tantas incertezas", finaliza.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões