Nove casos de Covid-19 são confirmados no mesmo dia

A cidade de Brusque contabiliza até o momento 171 casos confirmados de Covid-19, sendo 89 mulheres e 82 homens. Nesta sexta-feira (5) um paciente está internado na enfermaria.

Até o momento foram realizados 1.165 testes, sendo 383 testes rápidos e 782 exames RT-PCR (do inglês reverse-transcriptase polymerase chain reaction). Entre os casos confirmados,  110 pacientes já estão recuperados. 

As faixas etárias com maior número de casos registrados são entre 20 e 29 e 30 e 39 anos, com 46 diagnósticos positivos cada. Logo após, vem a faixa etária entre 40 e 49 anos, que registrou 31 pacientes com a doença. 

Em cidadãos com idade entre 50 e 59 anos foram diagnosticados 25 casos. Enquanto de 60 a 69 e 10 a 19 anos são oito casos cada. Já a faixa de 0 a 9 anos conta com quatro casos e de 70 a 79 anos foram contabilizados três pacientes. 

Segundo dados da Secretaria de Saúde de Brusque, por meio da Vigilância em Saúde, atualmente há 47 casos em investigação. Outras 184 pessoas são monitoradas em domicílio.

Confira os casos por bairro

O bairro Paquetá agora conta com mais casos de Covid-19, totalizando 20 pacientes. Seguido pelo bairro Primeiro de Maio com 19 casos da doença, enquanto o Cedrinho contabiliza 13 casos. Limeira conta com 12 casos e o Centro conta com 11 casos.  

Souza Cruz possui 10 casos e Águas Claras nove. Enquanto o bairro São Luiz possui oito casos. 

Santa Rita e Zantão contabilizam sete casos cada. Rio Branco e Santa Terezinha contam até o momento com seis cada cada um. Já Guarani, Nova Brasília e São Pedro somam cinco casos cada um. 

Os bairros Azambuja, Dom Joaquim e Jardim Maluche registraram quatro casos cada. Ponta Russa e Steffen contam com três casos cada um e Batêas, Limoeiro, Santa Luzia e Thomaz Coelho somam dois casos cada. 

Planalto e São João fecham a lista com um caso cada. 

Casos represados

De acordo com a diretora da Vigilância em Saúde, Alícia Maria de Andrade Fagundes, nesta semana o Laboratório Central do Estado (Lacen) informou a falta de reagentes para realização do teste de Covid-19. “Tivemos alguns exames represados. Hoje a situação normalizou, e, por isso, tivemos um número maior de resultados. Recebemos os exames coletados em 1º e 2 de junho”, explica.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões