(VÍDEO) Projeto une escola e famílias com mensagem de positividade

A Rua Florianópolis, no bairro Primeiro de Maio, em Brusque, recebeu um colorido diferente na última semana. A Escola de Educação Básica João XXIII iniciou o projeto ‘Tudo Vai Ficar Bem’, ação que conta com ajuda de pais e alunos. Os muros do educandário agora estão coloridos de otimismo através de cartazes de girassol e mensagens positivas diante da situação da pandemia.

Através de comunicado feito virtualmente, a escola pediu a pais e alunos fabricação em cartazes com o tema. Os cartazes foram expostos nos muros do colégio para que quem passe no local possa conferir o resultado do trabalho em conjunto entre escola e famílias.

A diretora Elizabeth Goedert conta que, inesperadamente, as aulas foram paradas, mas a aprendizagem não. Então, surgiu a ideia de buscar maneira de fazer com que as famílias se envolvessem mais no processo de aprendizagem com algo que juntasse todas as partes.

“Então, a gente queria um pouquinho mais o envolvimento das famílias nesse período tão difícil para nós. Aí surgiu a ideia, junto com a equipe gestora da escola, do projeto Tudo Vai Ficar Bem”, relata.

Elenice Knihs, assessora da unidade, conta que a reação de pais e alunos foi muito positiva. Todos abraçaram a ideia e o objetivo. “Qual a proposta do projeto. Ele surgiu da necessidade de passar uma corrente de otimismo para nossos alunos, pois estamos vivendo essa pandemia. Uma situação bem diferente, em que a escola está vazia e os alunos tendo aula online”, frisa.

Com a ideia, o passo seguinte foi entrar em contato com as famílias.  Através da plataforma online foi feita a divulgação. Primeiro na equipe gestora. Depois para as famílias. “Cada um confeccionou o seu cartaz com a família. Aí, fizemos uma live, primeiro para os professores, que logo de cara abraçaram a causa”, relata.

As famílias foram gravando a construção dos trabalhos em vídeos. Depois, eles iam até a escola e o material colocado em exposição no muro que circunda o educandário. Uma forma de matar a saudade das aulas presenciais, suspensas desde março e que somente devem retornar em agosto.

“Esse momento e tá todo mundo bem ansioso para que volta às aulas aí eu que a gente tenta passar que a pandemia passe logo e que tudo vai ficar bem”, prossegue Elenice.

A professora Noemia Gatz conta que a escolha da frase se deu por conta de passar uma mensagem rápida, forte e de fácil leitura. “Escolhemos por ser uma frase curta e ela traz uma mensagem de uma corrente de positividade para as famílias”.

Quem quiser ver de perto o trabalho pode ir até a escola, que fica na esquina das ruas Florianópolis e João XXIII. No bairro Primeiro de Maio. Ou clicar no vídeo abaixo e conferir o conteúdo.

COLABOROU DE ISABELLI NASCIMENTO

ASSISTA AO VÍDEO

 

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões