Celebração faz referência à reabertura de missas nas comunidades

Um rito extraordinário e simbólico foi realizado na noite deste domingo (24), na igreja Matriz São Luís Gonzaga, em Brusque. Os círios pascais das onze comunidades que formam a paróquia e que não foram acesos durante a Vigília Pascal por conta do fechamento das igrejas, levam agora a luz do ressuscitado aos bairros do município. A expectativa é que as missas nas comunidades sejam retomadas neste fim de semana.

“Optamos por esta celebração, cumprindo aquilo que Jesus disse: Ide e fazei discípulos meus a todos os povos. Nós queremos expressar que a luz do ressuscitado deve ser comunicada e conduzida a todos os fiéis. Significativamente isso também faz parte do processo de reabertura das igrejas no fim de semana, durante a Festa de Pentecostes. A luz de Jesus, representada pelo Círio, estará lá para ser acolhida e para acolher as pessoas”, destaca o pároco, padre Diomar Romaniv.

O funcionamento das igrejas nas Comunidades deve seguir o mesmo padrão adotado pela Matriz, ainda que os contextos sejam diferentes. “Em algumas menores, a lotação de 30% representa um número pequeno de participantes. Já outras nos relataram a dificuldade de formar a equipe de liturgia considerando os grupos de risco. Mas todas estão se organizando para replicar o modelo que vivemos aqui na Matriz”, pontua o pároco.

Lotação

A missa das 19h de ontem também trouxe um elemento inédito: pela primeira vez foi atingida a lotação estabelecida pelos órgãos sanitários e de segurança pública, fixada em 180 participantes. “Não gostamos de pedir que ninguém volte para casa, mas é a lei que precisamos cumprir para o bem de todos e, inclusive, de quem não pode entrar. Por isso mantemos a transmissão das missas online e também por canais de televisão e emissoras de rádio”, esclarece padre Diomar, garantindo a prática de todas as medidas orientadas pela Polícia Militar, que atestou o modelo desenvolvido na igreja Matriz.

Exemplo internacional

No dia 25 de abril foram retomadas as missas na igreja Matriz São Luís Gonzaga, que também permanece aberta para oração pessoal de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h. Desde então, tem sido frequentes as visitas de membros de outras paróquias e Dioceses para entender a prática adotada e levar esta experiência para outras cidades e Estados. Na última semana, inclusive, o modelo adotado pela paróquia foi pauta de uma reportagem do portal ACI Digital, um canal de comunicação católica internacional.

“Foi uma experiência que deu certo e isso está refletido nos comentários positivos que temos recebido. Graças a ajuda de tantas pessoas e equipes, nos tornamos inspiração para outras paróquias que, quando reabrirem, poderão ter a mesma tranquilidade e serenidade que tivemos”, observa padre Diomar.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões