“20 picadas de abelha matam um cavalo”, afirma apicultor

No Dia Internacional do Apicultor, 22 de maio, o programa Rádio Revista Cidade entrevistou um especialista no assunto para tirar dúvidas e matar algumas curiosidades sobre as abelhas. Silvio Katzwinkel falou a respeito do tempo de vida do animal, os tipos mais agressivos, entre outros.

Segundo ele, existem em torno de 25 mil espécies de abelhas no mundo. As africanas são as mais agressivas e podem matar rapidamente, dependendo da quantidade de picadas que a vítima leve. Uma espécie que vive na Europa é a menos agressiva.

“Acidente com abelha é o que mais mata no Brasil”, afirma ele.

Silvio explica que existem algumas situações que podem evitar o ataque de abelhas. Uma medida bastante simples é que quando uma pessoa for atacada por enxame, deve correr em ziguezague. É que o animal somente voa em linha reta e ao ziguezaguear, a vítima despista o ataque.

“20 picadas de abelha matam um cavalo”, pontua ele.

Membro de uma associação e criadores de abelhas, situada em Botuverá, Silvio conta que se uma abelha entrar no carro e o veículo estiver em movimento, basta fechar todos os vidros. Com a sensação e falta de ar, ela vai procurar sair.

O Brasil possui diversas espécies. Inclusive sem ferrões. “Cada uma tem uma característica. Uma tem um ácido na língua e injeta esse ácido. Outras atacam em grupos. Outras enrolam no cabelo”, destaca.

Na Alemanha, segundo ele, existem e dez a 15 espécies nativas. Em Brusque e Guabiruba, há famílias que criam o animal em cativeiro.

“São pessoas que criam abelhas por hobby. Aqui na cidade é permitido”.

As abelhas conseguem voar, segundo ele, sem parar, até 22 km. O tempo de vida de um animal em pleno vigor de trabalho é de até 42 dias. A rainha vai além disso: até quatro anos de vida.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Santa Catarina passa de sete mil casos de coronavirus

Santa Catarina chegou a 7.016 casos confirmados de Covid-19, sendo que 4.101 se recuperaram e 2.794 estão em acompanhamento. O balanço foi divulgado nesta terça-feira, 26. Desde o início da pandemia, 121 óbitos já foram causados pelo coronavírus. Esses números colocam a taxa de letalidade em 1,72%. As cidades de Agrolândia, Águas Frias, Alfredo Wagner, Curitibanos, Imbuia e Lontras passaram a fazer parte da lista das que...
Continuar lendo...

Professora de Brusque representará o estado em projeto nacional

A educação brusquense representará Santa Catarina em Brasília por meio do programa de formação de professores “Missão Pedagógica no Parlamento”. A iniciativa é da Câmara dos Deputados e tem o objetivo de incentivar e promover a Educação para a Democracia. A representante de Brusque nessa será a professora da Escola Ponta Russa, Marcela Peixe. Ela participou das duas etapas do projeto e ficou...
Continuar lendo...

Denúncia anônima entrega traficante com seis quilos de droga

No final da tarde desta quarta-feira (27), policiais civis da Divisão de Investigação Criminal da Delegacia de Brusque e policiais militares do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) prenderam um homem com seis quilos de maconha e cerca de R$ 600 em dinheiro. Ele foi pego no bairro Souza Cruz. Os policiais receberam uma denúncia anônima que dava conta de que o homem acabara de receber significativa quantidade de drogas. Após verificar a...
Continuar lendo...