Aprovado uso obrigatório de máscaras em todo o país

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (19) projeto que exige o uso de máscara em todo o País enquanto durar a situação de emergência em saúde relacionada ao novo coronavírus. As máscaras, artesanais ou industriais, serão obrigatórias para circulação em espaços públicos e privados acessíveis ao público, vias públicas e transportes públicos. A proposta segue para o Senado.

O texto aprovado é o substitutivo do deputado Gil Cutrim (PDT-MA) ao Projeto de Lei 1562/20, do deputado Pedro Lucas Fernandes (PTB-MA). Cutrim incorporou emendas e outras propostas que tramitam em conjunto.

O substitutivo previa multa de até R$ 300 pelo descumprimento da regra, valor que poderia ser dobrado em caso de reincidência. Foi aprovada, no entanto, uma emenda de autoria do DEM que transferiu para estados e municípios a definição do valor da multa. Os recursos arrecadados com as multas deverão ser utilizados no enfrentamento à pandemia.

Empregadores
Segundo o texto, os órgãos públicos e as empresas autorizadas a funcionar deverão fornecer máscaras aos funcionários caso houver atendimento ao público.

Os estados também deverão fornecer máscaras para todos os trabalhadores dos estabelecimentos prisionais e de cumprimento de medidas socioeducativas. Essa medida foi incluída por meio de destaque de autoria do PT.

Na compra de máscaras para os funcionários, o poder público dará prioridade às produzidas artesanalmente, por costureiras ou outros produtores locais, de forma individual, associada ou por meio de cooperativas de produtores, observado sempre o preço de mercado.

Baixa renda
O poder público também poderá fornecer máscaras de proteção individual às populações vulneráveis economicamente para garantir o uso em todos os locais públicos e áreas comuns.

Também fica dispensado o uso de máscaras por pessoas com transtorno do espectro autista ou deficiência que impeça o uso adequado da máscara facial.

O texto exige a realização de campanhas publicitárias de interesse público, informando a necessidade do uso de máscaras de proteção pessoal e a maneira correta de seu descarte, obedecendo às recomendações do Ministério da Saúde.

Profissionais de saúde
O texto aprovado também estabelece que profissionais de saúde contaminados pela Covid-19 terão assegurados leitos e atendimento em hospitais, respeitados os protocolos nacionais de atendimento médico.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Seis bairros concentram maior quantidade de casos de Coronavírus

O bairro 1º de Maio continua com mais casos de Covid-19 em Brusque, totalizando 15 pacientes. Em seguida vem Paquetá, com 11 casos da doença, enquanto Souza Cruz possui nove. São Luiz e Santa Rita somam sete casos cada.   O Limeira conta com seis casos. Já os bairros Águas Claras, Centro, Santa Terezinha e Rio Branco contam com cinco casos cada, enquanto Zantão e Jardim Maluche possuem quatro casos cada um.  São Pedro,...
Continuar lendo...

Cinco empresas vencem pregão da Prefeitura para compra de EPIs

A Secretaria Municipal da Saúde da Prefeitura de Brusque vai fazer aquisição de equipamentos de proteção individual (EPIs) ao valor de R$ 3.286.500 milhões. Os itens serão utilizados para proteção de profissionais do setor no enfrentamento a pandemia do covid-19 e outras ações. O valor da compra foi decidido durante pregão realizado na tarde desta segunda-feira (25) no setor de...
Continuar lendo...

Maioria dos 13 novos casos de covid-19 é de imóveis com aglomeração

Na quarta-feira (20), Brusque registrou 13 novos casos de covid-19, chegando a 98. Destes, onze são de residências que possuem aglomeração de pessoas. Trata-se de casas com 26, 13 e nove moradores. O secretário de Saúde da Prefeitura de Brusque, Humberto Fornari, destaca que os números estão dentro da expectativa da equipe da pasta. “Já havíamos alertado que os casos aumentariam, já prevíamos que...
Continuar lendo...