Procons atenderam mais de 2 milhões de consumidores

O Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), órgão que integra a maioria dos Procons do país, teve seus dados de atendimentos divulgados pelo Ministério da Justiça. Em 2012, os órgãos de defesa do consumidor cadastrados no sistema atenderam 2,03 milhões de pessoas, número 19,7% maior que em 2011.

E, mais uma vez, os serviços de telefonia celular foram campeões de reclamação, com 9,17% dos atendimentos, seguido de banco comercial (9,02%), cartão de crédito (8,23%), telefonia fixa (6,68%) e financeira (5,17%). Somados os atendimentos, o setor financeiro responde a 23,85% das demandas.

O problema mais enfrentado pelo consumidor brasileiro em 2012 foi a questão de cobranças, com 37,42%. Entre as cobranças estão a falta de informação sobre valores e cobranças duplicadas.

No perfil dos consumidores atendidos, 52,97% são mulheres, enquanto a maioria do público que buscou soluções nos Procons tem entre 21 e 50 anos. Os dados são do Boletim Sindec 2012, que reúne os atendimentos do Procon em 292 cidades brasileiras, que visa a melhoria no atendimento ao consumidor.

Dúvidas ou Sugestões