Acordo evita demissões por dois meses na Votorantim

A situação de crise por conta da pandemia tem afetado diversas empresas. Não é diferente na unidade Vidal Ramos da Votorantim. Ontem, terça-feira, 5, representantes da empresa e do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Brusque e região (SINTRICOMB) se reuniram para ajustar medidas que evitem a demissão de empregados.

O sindicato, que representa os empregados, avalizou a proposta de redução de percentual do Programa de Participação de Resultados (PPR), pago anualmente aos funcionários. A baixa será de 0,5%, condicionado a não haver demissões nos próximos dois meses.

“Depois disso, sentaremos e conversamos novamente”, pontua o presidente do sindicato, Izaias Otaviano.

Ele afirma que a entidade vem mantendo conversas diretamente com empresas do setor em Brusque e nas cidades da região às quais o sindicato possui base territorial. O objetivo é acertar condições para que não haja demissão neste momento.

“Para que os efeitos da pandemia não sejam tão devastadores nas empresas. Sempre na questão de preservar o emprego, que, na nossa visão, é o maior desafio hoje”, prossegue Otaviano.

A unidade Vidal Ramos da Votorantim possui em torno de 130 empregados. Além destes, há outros 400, aproximadamente, de forma indireta, com fornecedores ou terceirizados.

“É uma empresa grande. Por isso, postos de trabalho que fecharem naquela região dificilmente serão recuperados”, finaliza Otaviano.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões