Lula é condenado a 17 anos de prisão pelo TRF4

O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, foi condenado nesta quarta-feira (6) a 17 anos de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre. A sentença manteve decisão de primeira instância sobre o caso do sítio de Atibaia, em São Paulo.

O julgamento foi realizado em sessão virtual realizada pelos desembargadores. Eles não aceitaram as alegações da defesa de Lula, os chamados embargos de declaração. Eles pediam que o julgamento fosse suspenso com base em colocações feitas pelo ex-juiz federal Sérgio Moro na semana passada, o que colocaria o ex magistrado em suspeição perante o caso.

Essa foi a segunda condenação de Lula em segunda instância. Em 2018, os desembargadores do TRF4 mantiveram sentença incial de Moro, que havia condenado o ex-presidente a nove anos e meio por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá. No TRF4, a pena foi ampliada para 12 anos e um mês. Lula ficou preso de 7 de abril daquele ano a 8 de novembro de 2019.

A segunda sentença foi assinada pela juíza Gabriela Hardt, que substituiu Moro na 13ª vara federal de Curitiba. A condenação foi justamente no caso do sítio, cuja pena imposta foi de 12 anos e 11 meses por corrupção. Agora, o tribunal aumentou, novamente, o tempo de prisão para 17 anos, um mês e dez dias, em regime inicial fechado, além do pagamento de 422 dias multa.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões