Crédito recebido do governo é isento de cobranças de dívidas

A Caixa Econômica Federal informa que não incidirão sobre o crédito do Auxílio Emergencial do governo federal débitos de tarifas ou parcelas de dívidas financeiras, amortização de saldo em aberto ou qualquer outro débito. A intenção é que o beneficiário tenha a disponibilidade integral dos valores recebidos.

Lançamentos provisionados de prestações pendentes não serão debitados do Auxílio Emergencial. O banco disse que não foram registradas até o momento nos sistemas da Caixa reclamações de clientes referentes a descontos sobre o valor creditado do Auxílio Emergencial.

A Caixa disponibiliza os canais Fale Conosco (www.fale-conosco.caixa.gov.br) e o  SAC 0800 726 0101 para registro de reclamações acerca do crédito do Auxílio Emergencial, que serão sanadas prioritariamente.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões