Prefeitura de Brusque reabrirá o comércio a partir dessa quarta-feira (8)

Após reunião na tarde dessa terça-feira (7) no Gabinete do Prefeito Jonas Paegle, a Prefeitura de Brusque emitiu decreto de número 8.580 liberando novamente o funcionamento do comércio em toda a cidade.

A decisão se deu após o decreto do governador do Estado que mantinha o comércio fechado em mais cinco dias, estendendo o isolamento social. Conforme comenta o secretário de Desenvolvimento Econômico Trabalho e Renda, Ademir José Jorge, a prefeitura entendeu que já era o momento da retomada das atividades do comércio, sobretudo após o último decreto estadual, que já liberava o trabalho informal. “Achamos incoerente a abertura de algumas atividades e outras não. Entendemos que nosso comércio já sentiu muito o impacto da crise e é preciso essa retomada gradual, seguindo alguns protocolos de segurança”, diz.

A medida já passa a valer a partir das 8h dessa quarta (8). Entre as recomendações está de que as atividades contempladas no decreto deverão atuar com 50% da capacidade de funcionários por período. As empresas são responsáveis pela organização das filas de espera mantendo a distância mínima de 2 metros entre os consumidores. A Prefeitura de Brusque ainda salienta a necessidade de adoção de medidas internas, especialmente aquelas relacionadas a saúde no trabalho, necessárias para evitar a transmissão do coronavírus no ambiente de trabalho e no atendimento ao público. As empresas devem disponibilizar EPIs, álcool em gel 70% e fazer a aferição da temperatura corporal em seus colaboradores. É preciso, ainda, realizar a higienização antes do início das atividades e após cada uso, durante o período de funcionamento, as superfícies de toque (carrinhos, cestos, cadeiras, maçanetas, corrimão, mesas e bancadas), com álcool 70%.

Também ficou estabelecido a obrigatoriedade do uso de máscaras, para evitar a transmissão comunitária da Covid-19 nos casos de embarque no transporte público coletivo e acesso ao Terminal Urbano do Município; bem como para acesso aos estabelecimentos em geral; desempenho de atividades em repartições públicas ou privadas e para os cidadãos que transitarem em locais públicos.

Conforme Ademir Jorge, a população precisará seguir essa e todas as demais normativas. “Neste primeiro momento, nosso foco será mais o de orientar. É importante que a população colabore com os cuidados básicos de higiene, bem como os comércios, atendendo, de forma ampla, tudo que regulamenta o decreto”, diz.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Família procura por adolescente que está desaparecida

Uma adolescente de 14 anos de idade está desaparecida desde o final de semana na cidade de Botuverá. Ana Paula Amaral foi vista pela última vez entre a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira. A família é moradora do Centro da cidade. Conforme registro feito na Delegacia de Polícia Civil pela família,  Ana foi vista levando alguns pertences pessoais como roupas, entre eles um tênis de cor bege.  Qualquer...
Continuar lendo...

Comissão da Alesc aprova ensino domiciliar em Santa Catarina

A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) aprovou nesta terça-feira (2) um projeto de lei complementar que cria regras para educação domiciliar no estado. O texto, de autoria do deputado Bruno Souza, do Partido Novo, altera a lei do Sistema Estadual de Educação para incluir a possibilidade de adoção da prática também conhecida como homeschooling. A...
Continuar lendo...

Vereadora é condenada por apropriação indébita enquanto advogada

A vereadora de Botuverá e advogada Margarete Terezinha Leitis foi condenada pela justiça a 2 anos e 8 meses de prisão em regime aberto por crime de apropriação indébita. Ela foi denunciada pelo Ministério Público e a sentença emitida pelo juiz Edemar Leopoldo Schlosser, da vara criminal de Brusque. Segundo denúncia do Ministério Público, ela não teria repassado valores a clientes em processos ganhos...
Continuar lendo...