Testes rápidos de laboratórios vão auxiliar no combate ao coronavírus em Brusque

A Prefeitura de Brusque, por meio da Secretaria de Saúde, já contratou a prestação de serviços de testes para detecção do coronavírus. A intermediação está sendo feita com a Consórcios de Saúde da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (AMMVI). Os exames vão auxiliar os diagnósticos já feitos pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (LACEN) que hoje está priorizando somente a testagem em pacientes internados. A prefeitura aguarda a definição regional e a confirmação de quantos testes serão disponibilizados para Brusque nesta primeira etapa. Eles serão em duas modalidades; os testes de laboratórios e rápidos.

A compra dos exames já estava sendo tratada desde a primeira reunião do comitê gestor do coronavírus, há quase duas semanas. A grande dificuldade neste momento é a alta procura e demanda pelo serviço em todo o país. Segundo Humberto Fornari, a prioridade neste primeiro momento serão os atendidos pelo Centro de Triagem de Sintomáticos Respiratórios, também, profissionais do setor de saúde. “Todo paciente com sintomas fortes do COVID-19, será encaminhado para o exame. Servidores da saúde, que tem maior exposição, também entram neste grupo”, enfatiza o Secretário de Saúde. O Centro de Triagem, funciona de segunda a sexta-feira, entre 7h e 19h no pavilhão da Fenarreco.

O prefeito Jonas Paegle, aguarda ainda a chegada dos kits do Ministério da Saúde, que deve demorar um pouco mais. Porém, em paralelo, vem conversando com um grupo de lideranças empresariais e industriais da cidade, que estão engajados na mobilização de compra de outros kits. “A cidade de Brusque mostra mais uma vez a solidariedade de todos, neste momento preocupante da saúde pública. Já superamos várias catástrofes, enchentes e crises e, não tenho a menor dúvida, que vamos vencer mais esta que assola, não só a cidade, mas o Brasil e o mundo”, comenta o chefe do poder executivo.

O vice-prefeito, Ari Vequi, diz ainda que novas medidas poderão ser tomadas no decorrer desta semana pelo grupo gestor de combate ao coronavírus. Na última quinta-feira (26) “já houve manifestação do presidente da Câmara de Vereadores, Ivan Martins, para o repasse de um valor de R$ 300 mil de sobras do legislativo que serão devolvidos a prefeitura para serem aplicados exclusivamente na secretaria de saúde”, pontua Vequi.

 

FONTE: SECOM

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões