Governador reitera compromisso de frear avanço da doença e retomada gradual da atividade econômica

No primeiro dia de vigência do decreto que prorroga as medidas de isolamento social em Santa Catarina, o governador Carlos Moisés reforçou que o foco desse esforço é preservar a vida dos catarinenses. Ao mesmo tempo, o Governo do Estado mantém diálogo com os setores produtivos para a retomada planejada, gradual e segura da atividade econômica. Nesta quarta-feira (25), foram confirmados 122 casos de Covid-19 em SC.

Até o início da semana que vem, conforme o governador devem ser anunciadas a liberação de mais algumas atividades, desde que crescimento do contágio em Santa Catarina esteja dentro do previsto. "Na Europa ocorre o colapso da estrutura de saúde. São números extremamente pesados, e essa pandemia está se seguindo para as Américas. Não podemos imaginar que nosso país vá ser tratado de forma diferente, que não vai chegar aqui. Temos que estar preparados, mitigar os efeitos da crise, sem desprezar ninguém. É dever do Estado e de todos os cidadãos preservar os mais idosos, aqueles que são mais vulneráveis à doença", reforçou Carlos Moisés.

Nesta quarta-feira, o Governo do Estado autorizou a retomada gradual das obras públicas. "Todos estamos unidos para combater um inimigo que é invisível e, muitas vezes, imperceptível. O momento tem que ser de união. Estamos indo para a segunda semana de isolamento social, mas já negociando com todos os setores, recebendo propostas de como atuar com segurança, analisando e adequando. Vamos caminhar, olhar para frente, e sair desta situação com responsabilidade", destacou.

Ao mesmo tempo, a Secretaria de Estado da Saúde, com apoio do Ministério da Saúde, está reforçando a capacidade de leitos de UTI e equipamentos para lidar com a necessidade de atendimento das próximas semanas. Conforme o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, estatísticas colhidas com os primeiros casos em Santa Catarina ajudarão a direcionar as ações e investimentos. Ele e o governador reiteraram que as ações e decisões do Governo de Santa Catarina são baseadas nas experiências bem-sucedidas de outros países e nas recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Mortes por novo coronavírus sobem para 57 no Brasil

O número de mortes decorrentes do novo coronavírus (covid-19) chegou a 57, conforme atualização do Ministério da Saúde publicada hoje (25). Pela primeira vez desde o início da pandemia, foram registradas mortes fora dos epicentros do surto no país, São Paulo e Rio de Janeiro. Falecimentos em razão da covid-19 ocorreram em Pernambuco, no Rio Grande do Sul e no Amazonas. O total de mortes marca um aumento de 11 em...
Continuar lendo...

Entidades pedem valorização do comércio local e cautela no retorno

Participaram na manhã desta sexta-feira (27) da programação do Rádio Revista Cidade o presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Brusque (Sindilojas), Marcelo Gevaerd e Fabrício Zen, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Brusque (CDL), para falar sobre de como será o retorno do comércio no dia 1º de abril. Marcelo salienta que é preciso cuidado. “Vamos retomar respeitando o que pede o...
Continuar lendo...

"Não vejo a possibilidade de darmos aumento de quase 50% no salário de uma categoria"

O vereador Jean Pirola (Progressista) considerou inadmissível conceder reajuste de quase 50% a uma categoria de servidores na Prefeitura em um momento de dificuldade e incertezas que vive a sociedade. Ele foi voz contrária e única à aprovação de um projeto de lei na sessão online desta terça-feira (26) da Câmara Municipal de Brusque à proposta que concede reajustes de 30% e 47,6% às funções de...
Continuar lendo...