Presidente defende o retorno das atividades econômicas no país

O presidente Jair Bolsonaro realizou um pronunciamento na noite desta terça-feira (24) em rede nacional trazendo como principal assunto o Coronavírus. O presidente reiterou o trabalho positivo do Ministério da Saúde. “Sabíamos que mais cedo ou mais tarde o Coronavírus chegaria ao Brasil, nosso ministro da saúde se reuniu com quase todos os secretários para que o planejamento estratégico de enfretamento fosse construído e desde então o doutor Henrique Mandetta vem desempenhando um excelente trabalho de esclarecimento e preparação do SUS para atendimento de possíveis vítimas”, frisou.

Conforme Bolsonaro a maior parte da imprensa tem causando pavor na sociedade. “O que tínhamos que conter era o pânico, a histeria e ao mesmo tempo traçar a estratégia para salvar vidas e evitar o desemprego em massa assim fizemos, quase contra tudo e contra todos, mas grande parte dos meios de comunicação foram na contramão espalharam exatamente a sensação de pavor, tendo como carro chefe, o anuncio do grande número de vítimas na Itália, um país com um grande número de idosos e com um clima totalmente diferente do nosso o cenário perfeito potencializado pela mídia para que uma verdade histeria se espalhasse”, afirmou.

Finalizando ele disse que é necessário voltar à rotina normal. “Nossa vida tem que continuar, os empregos devem ser mantidos, o sustento das famílias devem ser preservados, devemos sim voltar à normalidade. Algumas poucas autoridades, estaduais e municipais, devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o fechamento de comércio, e o confinamento em massa. O que se mostra no mundo é que o grupo de risco é o das pessoas acima de 60 anos, então porque fechar escolas? Raros são os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos, 90% de nós não teremos qualquer manifestação caso se contamine”, concluiu Bolsonaro.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões