Fisioterapeuta explica sobre casos que devem procurar o Centro de Triagem

O Centro de Triagem para Sintomáticos Respiratórios começou a funcionar nesta segunda-feira (23) no Pavilhão da Fenarreco, em Brusque. Conforme informações apuradas pela Rádio Cidade no local, a demanda de brusquenses atendidos nesta terça-feira (24), será menor. Sendo ontem atendidas 166 pessoas e hoje com perspectiva de 140 atendimentos.

Carmem Pedrini, fisioterapeuta e parte da equipe de coordenação do centro, orientou que os moradores de Brusque com sintomas respiratórios que coincidam com sintomas do coronavirus, como febre, dor de garganta e tosse devem se direcionar até o Pavilhão da Fenarreco. Em contrapartida, quem está só com mal estar leve e corisa, a orientação é ficar em casa e aguardar para ver a evolução dos sintomas.

“Os casos de falta de ar e desconforto respiratórios mais graves, em que a pessoa já tenha apresentado febre e esteja evoluindo o quadro para uma descompensação, a gente orienta já procurar direto o hospital” explicou a fisioterapeuta.

A técnica de enfermagem, Adriana Regina, comunicou sobre os cuidados de higienização da equipe presente da triagem após seu turno. “Saindo daqui a gente vai tomar banho lá no Multiuso, além de usarmos a roupa do hospital, fazermos a higienização aqui e mais um pouco ao chegar em casa” contou ela.

Outra técnica de enfermagem presente no local, Eliane Oliveira, ressaltou a importância dos cuidados básicos com a saúde persistirem, mesmo após o fim da quarentena, a fim de evitar outras doenças. Todavia, está satisfeita com as atitudes da população brusquense. “Depois que abriu Centro de Triagem, fiquei até um pouco surpresa, porque achei que a demanda ia ser maior. As pessoas estão realmente ficando em casa, na quarentena. Isso vai nos ajudar muito no futuro, é o que nós esperamos.”

 

Atendimento

Ao chegar ao local, a pessoa será direcionada primeiramente à triagem, onde a equipe de enfermagem, mede temperatura e faz o questionário de sintomas. Em seguida, ela será atendida por um dos médicos, dos quais irão prescrevem as medicações, caso precise. Também será dado atestado se necessário.

Sobre o número de funcionários, são dois turnos, um das 7h até 13h e o outro das 13h até 19h. Neles, variam entre três a quatro médicos por período, além de cinco profissionais de enfermagem, entre técnicos de enfermagem e enfermeiros. Todavia, também há pessoas para cuidar da área administrativa e serviços gerais, presente para ajudar na higienização do local, para o manter adequado.
 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões