Motociclista morre em acidente na Ivo Silveira

Na manhã desta quinta-feira (19) por volta das 11h ocorreu um grave acidente de trânsito com vítima fatal na Rodovia Ivo Silveira, na cidade de Gaspar. A vítima um homem de 26 anos que foi a óbito no local do acidente.

Os veículos envolvidos, um Fiat/Fiorino com placas de Gaspar, e a uma moto Honda também com placa de Gaspar. A colisão ocorreu nas imediações do bairro Santa Terezinha.

A vítima fatal foi identificada como Cristian Vieira Rodrigues, 26 anos, que teve múltiplas fraturas pelo corpo, traumatismo craniano e hemorragia interna. Quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local o homem já estava sem vida. Quanto ao motorista do veículo, nada sofreu, apenas danos materiais.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

(VÍDEO) Incêndio destroi casa e homem morre carbonizado

Um incêndio destruiu uma residência e matou um homem na noite deste sábado (2) na região do bairro Papagaios, em Canelinha. A vítima fatal tem 57 anos de idade. Uma mulher que também estava no imóvel conseguiu sair em tempo. O Corpo de Bombeiros foi acionado mas quando chegou ao local já encontrou o fogo em avançado estado. Assim que conseguiram abrir caminho para o interior do imóvel, eles acharam o homem...
Continuar lendo...

Confira o boletim do Coronavírus na cidade de Guabiruba

A Secretaria de Saúde de Guabiruba divulgou na tarde de ontem, quinta-feira (23), o boletim atualizado sobre os casos de Covid-19. São 33 novas pessoas infectadas. Confira os números completos. . Casos suspeitos: 52 (Coletado material para exame) . Casos confirmados: 271 (Resultado da coleta deu positivo) . Casos ativos: 140 (Pacientes confirmados ainda não recuperados) . Casos recuperados: 128 (Pacientes recuperados da Covid-19) . Casos descartados:...
Continuar lendo...

Bolsonaro revoga artigo que suspendia contrato de trabalho

O presidente Jair Bolsonaro avisou há pouco nas redes sociais que revogou o art.18 da MP 927, que permitia a suspensão do contrato de trabalho por até 4 meses sem salário. O Artigo 18 previa que, durante o estado de calamidade pública, o contrato de trabalho poderia ser suspenso por até quatro meses, para participação do empregado em curso de qualificação profissional não presencial, oferecido pela...
Continuar lendo...