VÍDEO: "Segurança na internet é sempre um jogo de gato e rato"

Com o avanço das tecnologias, a preocupação com a segurança de dados e outras informações na internet aumenta. Isso desde empresas, órgãos ou grandes corporações até o cidadão mais simples, mas que utiliza das ferramentas oferecida pelos meios digitais. Esse foi o assunto da entrevista do dia no Programa Rádio Revista Cidade, da Rádio Cidade, de quarta-feira (11).

O entrevistado foi o analista de infraestrutura em tecnologia Malcus Imhof. Conhecedor do tema, ele afirmou que ao mesmo tempo em que a tecnologia avança, avançam os especialistas tanto em proteger tais informações quanto os que desejam e apropriar destas de forma indevida.

“Essa questão de segurança é sempre um jogo de gato e rato. Sempre vai ter gente querendo te quebrar e outros te proteger”, pontua ele.

Segundo ele, quando equipamentos eletrônicos, como celulares e smartphones, por exemplo, possuem peças ou programas desenvolvidos pelo mesmo fabricante, os níveis de segurança são maiores. É o caso de softwares (a parte invisível) e hardwares (a parte física). Se são desenvolvidos por diferentes empresas, isso facilita a ação de hackers por conta de eventuais falhas causadas pelas incompatibilidades.

“Se eu instalo um aplicativo de maneira não oficial (pirata), estou correndo mais riscos. Mesmo os aplicativos validados trazem riscos, afinal são desenvolvidos por pessoas, imagina os que você busca em outro lugar (piratas). Possivelmente, esses softwares são alterados. Possivelmente, não é regra”, explica ele.

Malcus explica que a internet é uma imensa teia com portas abertas em todos os pontos. O simples ato de se conectar á rede já expõe a pessoa a todos os riscos.

“Uma vez que você está exposto na internet, você está com uma porta aberta. Pode ter quem esteja interessado no que você tenha. Muitas vezes, esse interesse pode ser roubar teus dados, destruir dados seus, informações suas, ou apenas molecagem. Ou seja, quer ver se consegue fazer alguma coisa e causar estrago”, pontua ele.

Para ele, é mais difícil se defender na internet do que atacar.

“Atacando você sabe oi que está fazendo. Quando está se defendendo, em sempre você sabe quem te ataca e como. Quanto mais serviços você tem e disponibiliza na internet, mais chances de ser atacado”, destaca ele, afirmando que segurança é algo que muitas vezes as pessoas não se preocupam muito.

Apesar de todos os riscos, Malcus afirma que as formas de se defender avançam mais rápido ainda. Seja através de antivírus, operacionais atualizados e profissionais qualificados. Uma das dicas dadas por ele, seja no uso de equipamentos como celulares, computadores ou no armazenamento de dados de grandes corporações, que é manter todo sistema sempre atualizado.

Vídeos

Segurança de dados na internet"
Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões