Psicóloga policial Aline explana sobre o projeto ‘Proteja uma Criança’

Toda ação preventiva é bem-vinda, e dessa vez as profissionais, psicólogas policiais, Aline Pozzolo Batista e Cristina Weber com o apoio da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) realizarão o projeto denominado Proteja uma Criança. Participam também como estágiarias do projeto, Emelly Caroline Stolfi, Larrisa Venâncio e Letícia Rezende. A Rádio Cidade conversou com Aline e ela destaca como funcionarão as atividades. Confira

RC: O que é o projeto ‘Proteja uma Criança’?

Aline: Ele propõe um plano de ações voltadas a prevenção dos casos de violência sexual contra crianças e adolescentes. Esse projeto tem três eixos de atuação, o primeiro é a oferta de oficinas para o adultos que convivem com crianças em seu fazer profissional ou mesmo em ambiente doméstico, ou para aqueles que estão interessados em conhecer mais sobre o tema para que eles recebam conhecimento qualificado para que eles compreendem e recebam técnicas de conhecimentos e atuem como orientadores dessas crianças. O segundo eixo é oficinas voltadas diretamente para as crianças, no sentido de ensinar a criança as partes do corpo, ensinar o valor que esse corpo tem, que elas não devem aceitar atos que não sejam coerentes com a sua faixa etária, vamos trabalhar isso com as crianças por meio de contação de histórias, de atividades lúdicas, teatros, para que a criança consiga se defender em situações potencialmente abusivas. E o terceiro, seria a oferta de palestras, e meios públicos e privados que falem sobre a prevenção desses casos.

RC – Como é a manifestação da crianças quando está sendo abusada?

Aline: A revelação que antecede a denúncia por parte da criança é sempre uma situação delicada para toda a família. Sabemos que a criança ela tem medo, por diversas razões, porque está sendo ameaçada pelo autor, ou porque teme a reação da família. É uma situação que no geral gera medo, vergonha, então a revelação é sempre um momento delicado, tanto para criança, quanto para o adulto que recebe a revelação, primeiro por não acreditar no que ouve, as vezes por não saber o que fazer com essa informação. No geral a denúncia ela ocorre muito tempo depois da violência sexual, isso porque as vezes a criança demora a entender o que se trata aquilo. Então com a oficina para adultos e criança, queremos fortalecer a revelação para os dois lados.

RC – O propósito de trabalhar com os adultos e também as crianças?

Aline: Primeiramente pensamos em fazer só com adultos, mas depois decidimos incluir as crianças. Serão quatro encontros com os adultos, e no final esperamos que eles consigam fazer o trabalho que nós também vamos fazer com as crianças, então a intenção é que eles possam atuar como orientadores dessas crianças, e multiplicadores de ações de prevenção na comunidade".

RC – Cronograma do projeto:

Aline: Nós ainda não temos data, nós discutimos o início para o final do mês de abril para a primeira oficina, a ideia que sejam feitas três oficinas até julho, e que consigamos fazer uma para as crianças.

RC – Inscrições:

Aline: Nós temos as redes sociais, tem o Instaram, Facebook e lá repassamos todas as informações, como data e horário e como fazer as inscrições. A gente espera que a comunidade se mobilize e no ajude nessa causa.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Blumenau recebeu 51 respiradores e R$ 60 milhões para o enfrentamento à pandemia

Além dos mais de R$ 60 milhões em recursos recebidos para o enfrentamento à pandemia de coronavírus, Blumenau foi o município que mais recebeu ventiladores pulmonares do Governo do Estado. Dos 385 respiradores WEG entregues até o momento, 51 foram para unidades hospitalares da cidade. No dia 24 de junho o Hospital Santa Isabel recebeu 31 unidades, e no dia 13 de julho outras 20 unidades foram entregues ao Hospital Santo Antônio. O Governo do...
Continuar lendo...

51 casos do COVID-19 são confirmados em SC

O Governo de Santa Catarina confirmou 51 casos do novo coronavírus (COVID-19) no estado, neste sábado (21), além de 361 casos suspeitos e oito pacientes internados com sintomas compatíveis com a doença, entre eles jovens e idosos. Helton de Souza Zeferino, secretário de saúde, comentou em entrevista coletiva divulgada ao vivo nas redes sociais do Governo do Estado sobre esse aumento nos casos confirmados. “Sabemos que estes...
Continuar lendo...

Escolhido para cédula de R$ 200, lobo-guará sofre ameaça de extinção

O lobo-guará, escolhido para ilustrar a nova cédula de R$ 200, está entre as 1.173 espécies da fauna ameaçadas de extinção. A estimativa é que no Brasil vivam cerca de 24 mil lobos-guará, com maior concentração no Cerrado. Eles podem ser encontrados ainda, em menor número, na Mata Atlântica, no Pantanal e no Pampa. A espécie sofre com a degradação do meio ambiente,...
Continuar lendo...