Chuva e calor alerta pra risco de aumento nos casos de leptospirose

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) alerta para o risco de aumento no número de casos de leptospirose durante os períodos chuvosos, especialmente no verão, época em que as fortes pancadas de chuva são freqüentes no estado.

No ano passado, 262 casos de leptospirose foram confirmados em SC. Desses, sete acabaram indo a óbito. A maioria foi registrada em homens e a maior parte das contaminações aconteceu na área urbana. Em 2018, foram notificados 257 casos da doença e cinco mortes. Nos últimos dois anos, o mês de janeiro foi o que mais registrou casos da doença em SC.

Segundo Miriam Ghazzi, bióloga da SES, é possível associar a distribuição de casos de leptospirose com o regime mensal de chuvas, entre dezembro e março. “Ano passado, os casos permaneceram com número elevado até o mês de junho, devido as enxurradas ocorridas no final do semestre em Santa Catarina”, explica.

A leptospirose é uma doença grave, causada por uma bactéria presente na urina de animais contaminados, principalmente ratos. A bactéria penetra no corpo através de machucados e, até mesmo, da pele sadia quando a pessoa fica muito tempo dentro da água. Por isso, o risco é maior em épocas de enchentes e alagamentos.

Os sintomas iniciais podem ser semelhantes aos da gripe, começando de forma abrupta, com febre alta, dor de cabeça, mal-estar e muitas dores no corpo. Um sintoma bastante característico é uma forte dor nas panturrilhas (batata da perna). A leptospirose pode evoluir para quadros graves, com aparecimento de icterícia (a pele fica com um tom amarelo-avermelhado). Os sangramentos podem aparecer na fase mais avançada, com dificuldade respiratória e pode levar a óbito.

Moradores das cidades que registraram alagamentos que tiverem febre, dor de cabeça e dores no corpo até 40 dias depois dos alagamentos devem procurar uma unidade de saúde. É fundamental que a pessoa informe ao médico se teve contato com a água ou com a lama.

Medidas de prevenção

- Evite contato com água ou lama de enchentes e não deixe que crianças brinquem no local.

- Use botas e luvas quando trabalhar em áreas com água possivelmente contaminada, como é o caso de alagamentos. Se isso não for possível, usar sacos plásticos duplos amarrados nas mãos e nos pés.

- Quando as águas baixam é necessário retirar a lama e desinfetar as casas, sempre se protegendo com luvas e botas. O chão, paredes e objetos devem ser lavados e desinfetados com água sanitária, na proporção de dois copos (400 ml) do produto para um balde de 20 litros de água, deixando agir por 10 minutos.

- Jogue fora alimentos e medicamentos que tiveram contato com a água dos alagamentos.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Comissão anuncia últimas ações dos vereadores membros

A comissão especial formada no Poder Legislativo brusquense para fiscalizar o sistema municipal de Saúde esteve reunida na tarde da última terça-feira, 18 de fevereiro. Na oportunidade, o vereador presidente da comissão, Jean Pirola (PP), falou sobre o andamento das atividades: “Fizemos o calendário completo de todos os trabalhos que ainda temos até a primeira semana de abril, as últimas [visitas] a unidades básicas [UBS],...
Continuar lendo...

Evento terá presença de ex-governador paranaense e desembargador federal

O Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região realizou na tarde de segunda-feira (10), a primeira reunião ordinária do órgão em 2020. Foi a reestreia de José Isaias Vechi na função de coordenador, cargo ocupado nos dois últimos anos por Jean Carlo Dalmolin. Vechi foi o primeiro coordenador do Fórum, criado em 2011 e que reúne doze sindicatos laborais da cidade de Brusque. A reunião...
Continuar lendo...

Polícia Militar prende três pessoas em Brusque

Na tarde terça-feira (18), a Polícia Militar em Brusque cumpriu dois mandados de prisão e realizou mais uma prisão em flagrante. Por volta das 17h, policiais abordaram no bairro Steffen, um homem que estava com mandado de prisão pelo crime de roubo. O segundo mandado foi cumprido no bairro Limeira quando a Polícia Militar abordou um homem que estava em atitude suspeita. Os dois foragidos foram presos e encaminhados a Unidade Prisional...
Continuar lendo...