Polícia Civil prende suspeitos por esquema de fabricação e distribuição de drogas em SC

Operação conjunta entre as polícias civis de Distrito Federal e Santa Catarina, resultou na prisão de três suspeitos em Itapema e um suspeito em Balneário Camboriú nesta terça-feira (11). A Operação Poseidon como é chamada, apura um suposto esquema de fabricação e distribuição de drogas entre SC e a região Central do país.

Além dos mandatos de prisão, os policiais cumpriram também oito mandatos de busca e apreensão no Estado, em Florianópolis, Balneário Camboriú, Itapema, São João Batista e Antônio Carlos na grande Florianópolis. Ao todo 25 policiais de SC participam do cumprimento de mandados, com o apoio de 18 policiais civis que vieram de Brasília.

Foram apreendidos celulares, uma quantidade ainda não contabilizada da dinheiro, uma pequena quantidade de maconha e duas armas, uma escopeta calibre 12 e uma pistola 380, além de munições.

Os presos serão transferidos para Brasília, onde seguem as investigações. Há suspeitas, ainda não confirmadas, de que eles atuem em uma facção criminosa.

Segundo o delegado Luís Felipe Fuentes, diretor da Diretoria Estadual de Investigações Criminais em SC, os crimes investigados incluem tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro. A Polícia Civil do Distrito Federal informou que há suspeitas de que os criminosos tenham adquirido imóveis no Estado com o dinheiro obtido pela comercialização dos entorpecentes, alguns deles avaliados em mais de R$ 1 milhão.

No total, foram expedidos 12 mandados de prisão e 17 de busca e apreensão. Cinco das prisões e oito das buscas são em Santa Catarina.

A suspeita é que parte do grupo que atuava em Santa Catarina era responsável pela produção e pelo fornecimento de drogas para os integrantes da organização no Distrito Federal. Conforme as investigações, os alvos mantinham laboratórios de drogas sintéticas como ecstasy e LSD nessas regiões e os traficantes revendiam os comprimidos em Brasília.

A Polícia Civil também informou que, em janeiro deste ano, o líder do grupo, morador de Santa Catarina, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) transportando 210 kg de cocaína no Estado.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Havan passa a vender alimentos para pode abrir em algumas regiões

A rede de lojas Havan informa que incluiu no seu mix de produtos, há algumas semanas, itens de necessidade básica, como arroz, feijão, macarrão e outros. A Havan tem no seu Cadastro Nacional de Atividade Econômica (CNAE) a categoria hipermercado, que lhe permite vender qualquer tipo de gênero alimentício. Há muitos anos, a empresa já vendia produtos importados e é uma das maiores vendedoras de chocolates no período da...
Continuar lendo...

Canelinha tem dois casos suspeitos de coronavírus

O município de Canelinha confirmou no último sábado (21) o segundo caso suspeito de coronavírus. A informação foi repassada através da Secretaria Municipal de Saúde. O paciente é um homem de 78 anos, e que apresentou síndrome respiratória aguda grave, sendo que ele é hipertenso, apesar de não ter histórico de viagem. Ainda de acordo com a Saúde o homem permanece internado e isolado na...
Continuar lendo...

Definida situação do transporte coletivo entre Brusque e Guabiruba

Uma reunião na tarde de ontem, sexta-feira (5), entre representantes da empresa Santa Luzia Transportes e da Prefeitura de Guabiruba definiu o retorno do transporte público intermunicipal entre a cidade e Brusque. A volta está confirmada para segunda-feira (8), conforme já havia sido anunciado também para o transporte coletivo dentro de Brusque. De acordo com o diretor administrativo da empresa, Artur Klann, as regras são, basicamente, as mesmas...
Continuar lendo...