Primeiras turmas do projeto ‘Amor pela Costura’ da AmpeBr

A noite de quinta-feira (06) foi de conquista para 39 pessoas, que receberam seus certificados de conclusão do curso ‘Amor pela Costura’, realizado pela Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região. Com o certificado em mãos, veio também a certeza de ter uma qualificação na área de costura e a possibilidade de novas oportunidades de trabalho neste setor.

A formatura aconteceu no auditório da Faculdade Uniasselvi, e reuniu familiares e amigos dos formandos, a diretoria da AmpeBr, as idealizadoras e professoras do projeto, o vice-prefeito de Brusque, José Ari Vequi, o comandante da 7ª Região da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Moacir Gomes Ribeiro, o major Heintje Heerdt representando o 18º Batalhão da PM de Brusque, o sargento Jean Sofiatti representando o Corpo de Bombeiros de Brusque, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, João Beuting, o vereador Sebastião Lima e a diretora da Uniasselvi, Simone Dalbosco.

Idealizado pelas profissionais do vestuário Marlei Salete Machado e Maria Isabel Daroceski, o projeto ‘Amor pela Costura’ foi trazido à AmpeBr como uma proposta de capacitar e qualificar pessoas na profissão de costureira e costureiro, uma mão de obra sempre necessária no município de Brusque, diante da quantidade de empresas do setor.

Realizado na sede da AmpeBr, a capacitação contou com aulas semanais e, para sua realização, obteve algumas parcerias, como da RC Máquinas, que disponibilizou alguns equipamentos para realização das atividades, e dos próprios diretores da associação, que doaram tecidos e aviamentos para produção das peças durante o aprendizado. As aulas práticas renderam boas produções, tanto é que os alunos receberam seus certificados vestindo peças que eles mesmos costuraram em sala de aula.

Dentro da AmpeBr, o projeto foi coordenado pelas diretoras Sandra Neli Werner e Neide Dalsenter, que acompanharam de perto o andamento dos trabalhos e a evolução das turmas. O presidente da AmpeBr, Ademir José Jorge, ressaltou a emoção de toda diretoria da entidade e das pessoas envolvidas com o projeto, pela formatura das primeiras turmas. “Conseguimos nesses três meses qualificar estas pessoas para entrarem no mercado de trabalho e acreditamos que este também é o papel de nossa entidade, desenvolver as pessoas para termos um lugar melhor para vivermos.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões