CDL não tem intenção de deixar de gerenciar Área Azul

O sistema de Área Azul volta a funcionar em Brusque a partir da próxima segunda-feira (03). A informação foi divulgada esta semana e confirmada nesta sexta-feira (31) à Rádio Cidade pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Fabrício Zen.

Segundo ele, a entidade adiou a volta das operações do sistema, que estava marcada para 23 de janeiro, por conta de ainda não estar ponto o Decreto da Prefeitura que regulamenta o serviço.

O presidente da CDL reforça que a proposta da entidade é de que o sistema possibilite que os espaços sejam utilizados por um número bem maior de vagas para auxiliar o comércio.

“Não é o objetivo da CDL ter lucro em cima desse sistema e, sim, fazer com que haja a rotatividade das vagas”, declarou ele.

Fabricio disse que muitas das críticas feitas à entidade no caso da Área Azul são injustas e infundadas. Ele aponta que a entidade não tem a intenção de deixar de gerenciar o serviço. O motivo é que se isso acontecer, a Prefeitura terá de fazer um processo licitatório e uma empresa de fora da cidade pode assumir o controle. A dificuldade em resolver os problemas como o ocorrido em 2019 tendem a aumentar numa situação dessas.

“Se abrirmos mão desse processo, temos o entendimento de que, por conta do tamanho do potencial de estacionamento da cidade de Brusque, tamanho da cidade como vem crescendo, com certeza lá na frente entre em processo de licitação (...) Além do que, o valor que hoje custa R$ 1 vai passar para R$ 3, R$ 4 ou mais”, pontua.

A CDL tem assinado contrato com a Prefeitura por dez anos para gerenciar o serviço.

Zen explica que quem recarregou os créditos no cartão não terá problemas com a retomada dos serviços. Isso porque os valores ficam em uma conta da entidade voltada para esse fim. Quem pagou os valores na expectativa de que o mesmo fosse retomado no dia 23 de janeiro vai ter o mesmo crédito a partir de segunda-feira.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões