Sessão marca início da nova legislatura em Brusque

Fazia um bom tempo em que não se via tantas pessoas no plenário da Câmara de Vereadores de Brusque. Ontem (3) aconteceu a primeira sessão da nova legislatura, que teve a presença de familiares dos vereadores, lideres comunitários, do prefeito Paulo Eccel e do vice, Evandro de Farias, além de algumas pessoas da comunidade.

Convidado a utilizar a tribuna, o prefeito de Brusque apresentou um resumo das atividades desenvolvidas nos primeiros trinta dias de governo, além de outras iniciativas que serão executadas até o final do ano. Entre elas a reforma administrativa e realização de concurso público para todas as secretarias e autarquias da administração municipal.

Os dez vereadores utilizaram espaço para prestar boas vindas aos colegas e também ao início dos trabalhos. Cinco documentos foram apreciados e votados na primeira sessão do ano, todos eles de autoria do democrata Jones Bósio: dois Requerimentos, uma Moção de homenagem, um Pedido de Informações e um projeto que solicitava o afastamento do vereador por 120 dias do Legislativo.

A maior parte das discussões se deu em torno da Moção 1/2008. Nela, Bósio pedia aprovação e uma homenagem especial ao engenheiro Roberto dos Santos, que atuou na Defesa Civil durante a enchente de novembro. O petista Valmir Coelho Ludvig sugeriu que fosse alterada e a homenagem estendida a todos os que participaram, direta ou indiretamente, nos trabalhos do órgão. 

Daí em diante foi um festival de comentários. Os vereadores Roberto Pedro Prudêncio Neto e Ademir Bráz de Souza fizeram questão de destacar que atuaram também juntamente à Defesa Civil na ocasião da catástrofe. Os demais ressaltaram o trabalho dos envolvidos, principalmente das emissoras de rádio, que estiveram no ar com transmissões durante todos os dias em que a chuva caiu sobre a região.

 

Dúvidas ou Sugestões