Febre Amarela. Morte de macaco na mata, coloca em alerta autoridades epidemiológicas

A Vigilância em Saúde da Prefeitura de Brusque está em alerta máximo após o aparecimento de um macaco morto na localidade de Ribeirão Tavares – bairro Limeira Alta. Na terça-feira (28) uma equipe já esteve no local, identificou o animal, mas não foi possível a retirada das vísceras para análise, pois o primata encontrava-se em adianto estado de decomposição. Estava prevista para esta quarta-feira (29) uma nova incursão na mata, mas o trabalho foi cancelado por conta da chuva. 

Durante a quinta-feira (30), a Secretária de Saúde realiza duas ações específicas no bairro. A primeira é a realização de uma vistoria detalhada num raio de 300 metros de onde o macaco foi encontrado, para saber se há outras mortes. A segunda é o trabalho em campo, começando pela residência mais próxima da ocorrência, também, abrangendo as demais em um raio de 300 metros. Na oportunidade serão conferidas as carteiras de vacinação, a situação de saúde dos moradores e a aplicação de vacinas que serão levadas a campo acondicionadas em caixas refrigeradas.

“Orientamos que caso algum morador encontre algum macaco morto, a não toca-los e informar imediatadamente a Vigilância Epidemiológica para sejam tomadas as providências necessárias, aplicando os protocolos de segurança e averiguação”, detalha Alícia Maria de Andrade Fagundes, diretoria do órgão. O telefone de contato é o (47) 3110 1009.

Prevenção e ocorrências

A única maneira de se prevenir contra a Febre Amarela é tomando a vacina que está disponível gratuitamente em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) que possuem sala de vacinação. Se não possui o documento comprovando a imunização é prudente tomar uma nova dose, pois não há contra indicação. Sobre os macacos, vale frisar que o animal não transmite a doença, sendo apenas mais uma vítima do vírus. O transmissor é um mosquito, semelhante ao da dengue, que vive nas matas e é responsável por propagar a doença. Portando, não se deve matar nenhum macaco, pois eles são os sentinelas, avisando ao ser humano, a presença da Febre Amarela numa região.

Segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, já registradas 64 mortes de macacos em 17 cidades desde o início do ano. Na região as ocorrências foram em Blumenau, Indaial, Pomerode, Rodeio, Timbó e Luiz Alves. 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Governo fecha divisas com PR e RS para veículos de transporte coletivo e proíbe a permanência de pessoas em praias e parques

O governador Carlos Moisés emitiu novo decreto nesta quinta-feira (19) com mais duas restrições para evitar a aglomeração de pessoas em Santa Catarina. A ação faz parte de um conjunto de iniciativas do Executivo estadual para tentar conter a propagação do novo coronavírus. As novas medidas proíbem a circulação e ingresso de veículos de fretamento e transporte coletivo, público ou privado, de...
Continuar lendo...

Ari Vequi pede o bom senso do Governador para que abra o comércio

Na manhã desta terça-feira (07) o vice-prefeito, Ari Vequi, esteve na programação do Rádio Revista Cidade pra falar sobre a reunião entre os prefeitos e o Governador na segunda-feira (06). Ari explica que nada foi decidido, e que a situação preocupa a administração. Ari enfatizou a falta de direção para o que está sendo feito. “Quando nós vamos saber se tem necessidade? Nós temos...
Continuar lendo...

Projeto ‘Amor pela Costura’ da AmpeBr produz máscaras para doação

A Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região (AmpeBr) iniciou na última quinta-feira, 2 de abril, mais uma importante campanha social. O projeto ‘Amor pela Costura’, iniciado em outubro de 2019 e que tem ensinado de forma gratuita a arte da costura para dezenas de pessoas, passou a produzir máscaras para doação. Com a paralisação das aulas, por conta das medidas adotadas em combate ao...
Continuar lendo...