Projeto Nossa Escola Nosso Lar é apresentado para gerente de Agricultura de Tubarão

Durante a manhã desta última terça-feira (28), o gerente de Agricultura de Tubarão, Daniel Bittencourt, esteve em Brusque para conhecer um pouco mais sobre o projeto Nossa Escola Nosso Lar. A iniciativa da Secretaria da Educação de Brusque é vista como referência por muitos municípios. Nesta terça, Bittencourt visitou as escolas de campo Edith Gama Ramos, no Cedro Alto, e Edith Krieger Zabel, na Cristalina. Nestas escolas, além do projeto Nossa Escola Nosso Lar, a Prefeitura de Brusque, por meio da Secretaria da Educação, desenvolve o projeto de aquaponia (criação de peixes), grande novidade para 2020.

No Cedro Grande, Bittencourt pôde conhecer toda estrutura da escola sementeira, com várias hortaliças, tubérculos, frutas, chás, além de uma nova proposta que será desenvolvida esse ano, o uso de ervas medicinais para pomadas e elementos que possam contribuir com a saúde.

Já na Cristalina, o gerente de Agricultura de Tubarão pôde observar como funciona o projeto de abelhas que estão sendo criadas no local, com quatro tipo de abelhas sem ferrão. “Obviamente que esse projeto não é para produção de mel, mas sim para garantir a preservação futura das plantas, sobretudo às nativas. Um projeto muito importante para aquela comunidade que tem vocação agrícola”, comenta a secretária da Educação da Prefeitura de Brusque, Eliani Aparecida Busnardo Buemo.

Ela diz que é muito importante para a administração municipal o reconhecimento da iniciativa por parte de outras cidades. Lembra, ainda, que o projeto também já foi alvo de elogios na Alemanha, onde foi apresentado no ano passado. O desafio para esse ano é integrar cada vez mais o trabalho das escolas de campo com as escolas urbanas. Grande parte delas, inclusive, já desenvolvem trabalhos semelhantes, dentro das condições características de cada local. “O que queremos desde o início é que as escolas de campo sejam referência para as escolas urbanas”, diz Eliani. “Quando temos um CEI na Santa Terezinha realizando feiras com produtos que foram plantados e colhidos pelas crianças, já vemos que atingimos a meta pretendida. Esse é um exemplo que também encontraremos em outras unidades. Nosso objetivo é que as escolas rurais façam parte do itinerário ondes as crianças da rede municipal possam participar e ter essa vivência”, observa a secretária.

Já o secretário da Agricultura de Tubarão se disse encantado com o que viu em Brusque. “Sou da parte da Agricultura, e a gente tem um projeto muito unido com a Educação em Tubarão que parte da merenda escolar. Nosso objetivo é ampliar isso, inclusive ao levar a horta para dentro das escolas”, comenta ele. “Vamos levar a experiência de Brusque para o secretário da Educação, que inclusive já se mostrou aberto para utilizarmos ações semelhantes, com importância socioeducativa utilizando coisas simples do cotidiano”, diz.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões