Começa nesta quinta-feira o 2º período de matrículas na rede estadual

O segundo período de matrículas de alunos na rede estadual de ensino começa nesta quinta-feira (23) com 145 mil vagas disponíveis. O cadastro deve ser feito pelos pais ou responsáveis dos estudantes pela internet, na plataforma on-line da Secretaria de Estado da Educação, que será aberta a partir das 9h de quinta e fechada às 23h59 do dia 29 de janeiro. As vagas serão preenchidas por ordem de acesso, ou seja, ficarão reservadas para quem solicitar primeiro.

Ao fim do cadastro on-line, será gerado um protocolo de pré-matrícula que deve ser anotado. Para efetivar a matrícula, os pais do estudante devem comparecer à escola entre os dias 23 e 30 de janeiro, com o protocolo e a seguinte documentação: certidão de nascimento ou carteira de identidade, histórico escolar, atestado de frequência, comprovante de residência, uma foto 3x4 e a carteira de vacinação.

Apesar de encontrar diversas vagas disponíveis durante o cadastro, o zoneamento ainda deve ser considerado para efetivação da matrícula. O critério utilizado pela unidade de ensino é a comprovação de que o estudante mora em até três quilômetros de distância da escola. Se não houver mais vagas nesse perímetro, os pais devem fazer a matrícula dos alunos na escola mais próxima.

A matrícula para estudantes de Ensino Médio nesse período será presencial apenas nos Centros de Educação Profissional (Cedup). Nesse caso, os responsáveis devem levar toda a documentação no momento em que forem solicitar a matrícula na escola. Outra modalidade com cadastro presencial a partir de 23 de janeiro contempla os Centros de Educação de Jovens e Adultos (CEJA).

Rede estadual ainda tem 27% das vagas disponíveis

As 145 mil vagas disponíveis para matrícula equivalem a cerca de 27% dos 538.542 alunos que iniciaram o ano letivo de 2019 na rede estadual de ensino. A maioria das vagas foi preenchida após a primeira fase de matrícula, que ocorreu em novembro de 2019, tanto que algumas escolas estão com quase todas as vagas preenchidas – principalmente no período matutino.

"Um aspecto importante é observar a escola mais perto da residência do estudante. Não havendo vaga naquela unidade, pais e responsáveis devem procurar outra escola próxima. Dessa forma, trabalhando em conjunto, garantiremos o acesso à escola de todos os estudantes interessados em matricular-se na rede pública estadual do Estado de Santa Catarina", destaca o secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni.

Os alunos que estiverem sem vaga após o dia 30 de janeiro ainda poderão matricular-se nas unidades de ensino da rede estadual. Para o cadastro nas vagas remanescentes, os responsáveis pelos estudantes devem comparecer presencialmente à escola com a mesma documentação exigida nas demais etapas de matrícula.

Todas as escolas terão um posto de atendimento com computador durante o período de matrícula para auxiliar o cadastro dos estudantes. As Coordenadorias Regionais de Educação e equipes escolares também estarão disponíveis para tirar as dúvidas dos responsáveis dos alunos, de forma presencial ou por telefone.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões