Governo eleva salário mínimo de R$ 1.039 para R$ 1.045

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciaram na tarde de terça-feira (14), em Brasília, que o salário mínimo de 2020 será elevado de R$ 1.039 para R$ 1.045. Uma medida provisória (MP) será editada pelo presidente nos próximos dias para oficializar o aumento.  

"Nós tivemos uma inflação atípica em dezembro, a gente não esperava que fosse tão alta assim, mas foi em virtude, basicamente, da carne, e tínhamos que fazer com que o valor do salário mínimo fosse mantido, então ele passa, via medida provisória, de R$ 1.039 para R$ 1.045, a partir de 1º de fevereiro", afirmou Bolsonaro no Ministério da Economia, ao lado de Guedes. O presidente e o ministro se reuniram duas vezes ao longo do dia para debaterem o assunto. 

No final do ano passado, o governo editou uma MP com um reajuste de 4,1% no mínimo, que passou de R$ 998 para R$ 1.039. O valor correspondia à estimativa do mercado financeiro para a inflação de 2019, segundo o Índice Nacional do Preços ao Consumidor (INPC), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Porém, o valor do INPC acabou fechando o ano com uma alta superior, de 4,48%, anunciada na semana passada e, com isso, deixou o novo valor do mínimo abaixo da inflação. Por lei, esse é o índice usado para o reajuste do salário mínimo, embora a inflação oficial seja a medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou o ano de 2019 em 4,31%. 

"Nós vamos ter que achar os recursos para fazer isso, mas o mais importante é o espírito que o presidente defendeu, da carta constitucional, que é a preservação do poder de compra do salário mínimo", afirmou Paulo Guedes. Segundo o ministro, com o novo aumento, o impacto nas contas públicas será de cerca de R$ 2,3 bilhões, que poderão ser compensados com R$ 8 bilhões de arrecadação extra prevista pelo governo. 

"Nós já temos, eu prefiro não falar da natureza do ganho, que vai ser anunciado possivelmente em mais uma semana, nós já vamos arrecadar mais R$ 8 bilhões. Não é aumento de imposto, não é nada disso. São fontes que estamos procurando, nós vamos anunciar R$ 8 bilhões que vão aparecer, de forma que esse aumento de R$ 2,3 bilhões vai caber no orçamento", informou o ministro. Ainda segundo ele, caso não seja possível cobrir o aumento de gasto no orçamento para custear o valor do mínimo, o governo não descarta algum contingenciamento.

Até o ano passado, a política de reajuste do salário mínimo, aprovada em lei, previa uma correção pela inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país). Esse modelo vigorou entre 2011 e 2019. Porém, nem sempre houve aumento real nesse período porque o PIB do país, em 2015 e 2016, registrou retração, com queda de 7% nos acumulado desses dois anos.

O governo estima que, para cada aumento de R$ 1 no salário mínimo, as despesas elevam-se em R$ 355,5 milhões, principalmente por causa do pagamento de benefícios da Previdência Social, do abono salarial e do seguro-desemprego, todos atrelados ao mínimo.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

Em Guabiruba mulher ganha bebê com ajuda da avó

A equipe de Auto Socorro de Urgência foi acionada para atendimento de trabalho de parto, no bairro Lageado Baixo em Guabiruba no início da noite desta sábado (1), mas ao chegar no local os socorristas encontraram a jovem de 19 anos já com o bebê em seu colo. O parto acabou acontecendo com a ajuda da avó da mulher. A guarnição acolheu a mãe e realizou o corte do cordão umbilical. Em seguida mãe e filha foram...
Continuar lendo...

CDL não tem intenção de deixar de gerenciar Área Azul

O sistema de Área Azul volta a funcionar em Brusque a partir da próxima segunda-feira (03). A informação foi divulgada esta semana e confirmada nesta sexta-feira (31) à Rádio Cidade pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Fabrício Zen. Segundo ele, a entidade adiou a volta das operações do sistema, que estava marcada para 23 de janeiro, por conta de ainda não estar ponto o Decreto da Prefeitura que...
Continuar lendo...

Homem é flagrado pela PM com produtos furtados

Na noite de sexta-feira (24) por volta das 19h10 a Policia Militar de Brusque realizou a prisão de um homem pelo crime de furto em estabelecimento comercial na Rua Barão do Rio Branco, Centro. Os policiais realizavam rondas pela Rua Azambuja, quando abordaram um homem que encontrava-se em atitude suspeita. Com ele foram encontrados 01 par de chinelos havaianas, 01 suporte para moto e bicicleta, 01 aparelho Gillette mach3, 01 frasco de desodorante, 01 frasco de...
Continuar lendo...