Brusque pode decretar "estado de emergência"

A forte chuva da noite de sexta- feira (10) e madrugada de hoje (11) foi equivalente a 50% do esperado para o mês de janeiro inteiro. Em uma hora aproximadamente foram registrados cerca de 140 mm de água em alguns pontos da cidade de Brusque. O equivalente a 1.400 litros de água por m². Brusque  e Porto Belo foram as cidades mais afetadas pela chuva em toda Santa Catarina.

Em coletiva de imprensa, Prefeitura Municipal, Defesa Civil, Secretaria de Obras e Guarda de Trânsito apontaram os pontos críticos da cidade e não descartaram a possibilidade de decretar situação de emergência.

Alguns levantamos ainda estão sendo realizados, mas tudo indica de acordo com o vice- prefeito Ari Vequi, que o decreto será feito ao governo do estado.

Muita água em pouco tempo. Na Rua Felipe Heckert foram registrados 140 mm de chuva. No bairro Águas Claras foram 102 mm. Guarani 101 mm. Paquetá 99 mm. Limeira 97 mm. Souza Cruz 94 mm. Zantão 81 mm. Volta grande 77 mm. E por fim o bairro São Pedro que registrou 69 mm de chuva.

Ainda segundo Ari Vequi, para acabar com o problema vivenciado pelos moradores da Limeira Baixa e Alta, serão necessários projetos e parcerias entre município e Governo Federal. Será preciso realizar um estudo de mapeamento do local para que a obra a ser realizada, resolva o problema dos moradores. Mas ainda não existe um data para que se iniciem atividades neste bairro, ressaltou, “obra a longo prazo”.

Já as melhorias na Rua João Bauer, Rua Itajaí e alguns locais do Bairro Steffen devem começar nos próximos 60 dias.

Até o momento foram atendidas mais de 50 chamadas pelo 199. Todo o efetivo permanece de plantão para atender os necessitados. Na arena Brusque funciona 24h um abrigo provisório para as famílias que tiveram suas casas alagadas.

A Defesa Civil ainda alerta, mais chuva está prevista até a meia noite deste sábado. Carlos Alexandre Reis diretor do órgão, pede para que as pessoas que vivem em locais de risco nas proximidades de encostas ou ribeirão, procurem a casa de um familiar ou o abrigo oferecido pelo município. “Até agora os danos foram matérias, ninguém se feriu, mas todo cuidado é pouco”.

Qualquer relato de ocorrência pode ser feito através dos seguintes números: (47) 3396-7413 / (47) 9. 9145-4249 e o telefone de emergência da Defesa Civil 199.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões