Temporada de verão está só no começo e o número de mortes por afogamentos é alarmante

As altas temperaturas do verão fazem com que as pessoas estejam sempre buscando um lugar para se refrescar, seja nas praias, piscinas, cachoeiras e até represas. Mas o aumento no número de frequentadores desses locais traz também uma preocupação: o aumento no número de mortes por afogamento.

A temporada de verão iniciou no mês passado, mas já aponta números assustadores de óbitos. Até agora em Santa Catarina 29 pessoas perderam a vida em afogamentos. De acordo com um balanço realizado pelo Corpo de Bombeiros, esses números são 52% maiores do que os registrados na temporada anterior de 2018/2019 onde 19 pessoas perderam a vida.

Desde que a operação veraneio teve início, 10 pessoas morreram em água salgada. Outros 17 ocorrem em lagos e rios. Os dois últimos foram registrados em locais privados.

Na temporada passada, 4 óbitos foram registrados em mares e 15 em água doce.

A temporada 2019/2020 segue até o início do mês de março e a expectativa é que estes números de casos por afogamento não aumentem. Aquele velho ditado “com água não se brinca”.

Abaixo segue o comparativo de atendimentos prestados pelo Corpo de Bombeiros da temporada anterior e da atual.

Temporada 2018/2019

Prevenções: 1.678.792

Salvamento ou resgate: 804

Crianças perdidas: 1.640

Água-viva: 21.985

Morte em água doce: 15

Morte em água salgada: 4

 

Temporada 2019/2020

Prevenções: 1.895.704

Salvamento ou resgate: 1.026

Crianças perdidas: 1.252 

Água-viva: 20.358

Morte sob investigação: 5

Morte por afogamento em área privativa: 2

Morte em água doce: 17

Morte em água salgada: 10

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões