Leilão de bens de traficantes gera R$ 4,5 milhões

A venda de produtos e bens apreendidos com traficantes renderam R$ 4,5 milhões no Brasil em 2019. Os números foram divulgados esta semana pela Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (Senad), do Ministério da Justiça e Segurança Pública. O valor se refere a cerca de 500 produtos.

O dinheiro foi arrecadados em leilões realizados ao longo do último ano. Foram apreensões feitas em cinco estados: São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina.

“O Painel Gerencial tem o objetivo de evidenciar os bens leiloados pelos processos conduzidos pelo Ministério da Justiça. É mais uma iniciativa de dar transparência aos dados decorrentes das vendas feitas por meio dos leilões. O que se quer é que todos tenham acesso a esses dados por meio do painel, disponível no site do Ministério da Justiça”, destaca Giovani Magliano Junior, coordenador geral de planejamento e gestão de produtos apreendidos do ministério.

O valor arrecadado será investido em ações e políticas de combate às drogas em todo o Brasil. Mas os estados em que ocorreram e ocorrem as apreensões também ficam com uma fatia: 40% do montante vai para eles.

O painel conta com informações detalhadas dos itens apreendidos. Entre estes há veículos, joias, celulares, além de aparelhos eletrônicos.

Todas as informações sobre os produtos são inseridas tanto pelo Ministério da Justiça quanto por órgãos ligados à segurança pública nos estados. Pra isso, eles realizam um cadastro para poder realizar o acesso ao sistema e abastecer com dados da apreensões.

Informações da Agência Rádio Web

Colaborou Rodrigo Nunes

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões