“Eu ajudo na lata” entrega a 10ª cadeira de rodas

Esperança. Esse é o sentimento que habita em quem participa do projeto “Eu ajudo na lata”. É preciso esperança para acreditar que os poucos lacres de alumínio arrecadados se somarão a uma corrente infinita de bondade, capaz de transformar a doação em uma cadeira de rodas, adaptada às necessidades de quem precisa.

A estudante Eduarda Kruschinski, de 11 anos, vive cheia de esperança. Tanto, que não se intimidou de recolher entre familiares e amigos, os lacres solicitados para a campanha através da Escola de Educação Básica Padre Theodoro Becker, no bairro Bateas. Mais do que isso: ela acreditou que este movimento poderia beneficiar o seu padrinho, Marcelo Luiz Raddatz, de 38 anos, que nasceu com paralisia cerebral.

“Eu sempre escutava que a campanha destinava a venda dos lacres para a compra de cadeiras de rodas. E quando percebi este movimento dentro da minha escola, perguntei para a minha mãe e para a vó se poderia sugerir que o meu dindo fosse um dos beneficiados”, conta a menina, ao lado de sua irmã gêmea Gabriela, também protagonista desta história.

Juntas, as duas meninas procuraram a direção da escola que, sensibilizada, entrou em contato com a Associação Empresarial de Brusque (ACIBr) que, desde 2014, realiza a campanha “Eu ajudo na lata”, em parceria com a Unimed Brusque e demais parceiros.

“Nunca deixei de ter a esperança de que esta ideia daria certo. A cadeira usada pelo meu dindo vivia no conserto e, agora, ele tem uma cadeira de rodas adequada”, comemora a menina, que não conteve a emoção ao ver o sorriso de Marcelo enquanto recebia o tão esperado presente.

A 10ª cadeira de rodas adaptada, entregue pelo projeto “Eu ajudo na lata”, na tarde desta quarta-feira, 11 de dezembro, no hall de entrada do Centro Empresarial, custou a venda de 854 quilos de lacres, o que corresponde a mais ou menos 1.500 garrafas pets cheias do produto. Este é o resultado de mais uma ação carregada de esperança.

Missão cumprida

Para a presidente da ACIBr, Rita Cassia Conti, foi preciso um ajuste na agenda de final de ano, mas nada seria tão prioritário quanto a entrega desta cadeira de rodas. “Até mesmo pela curiosidade que envolveu esta doação: duas irmãs gêmeas se mobilizaram para beneficiar o dindo, com deficiência física e mental. A direção da escola entrou em contato com a Associação Empresarial e nós conseguimos fomentar esta possibilidade. Mais uma vez a ACIBr, ao lado da Unimed, assume o protagonismo de fazer o bem em prol da comunidade”, pontua a presidente.

Segundo ela, em cinco anos de projeto, o “Eu ajudo na lata” já alcançou a marca de oito mil quilos de lacres doados, cuja receita já ultrapassa R$ 27 mil, aplicada na compra e doação de 10 cadeiras de rodas adaptadas. “No próximo ano gostaria de ampliar esta iniciativa e buscar ainda mais engajamento para a continuidade do projeto que é tão importante”, enfatiza.

Para a gestora de Responsabilidade Social da Unimed Brusque, Camile Rebeca Bruns, a expectativa desta entrega ainda em 2019 também foi alcançada. “A partir do pedido de uma menina, nós fizemos uma visita à família, até para entender o contexto. E, sim, a cadeira que o tio utilizava era bastante precária. Ao longo do projeto temos contemplado pessoas através da indicação da Apae Brusque e Escola Charlotte, mas ficamos felizes também com este pedido, vindo da comunidade”, detalha Camile.

Outra característica da campanha é o crescente interesse e engajamento das crianças, sobretudo através do incentivo das escolas. “São arrecadados lacres em gincanas ou ações relacionadas ao meio-ambiente. Um trabalho que acontece voluntariamente, no qual a venda se materializa em uma cadeira de rodas. Acredito que a seriedade e a transparência sustentam este projeto, que sempre aumenta sua atuação. Juntar 700 quilos de lacres não é fácil, mas com o apoio da comunidade é possível continuar atendendo quem precisa”, ressalta Camile.

Também participaram do ato de entrega a diretora da Escola de Ensino Fundamental Professor José Vieira Corte, Andreia de Souza Sgrott, acompanhada por quatro estudantes do primeiro ano, que realizaram a coleta de lacres ao longo de 2019. Apae de Brusque, Rede Feminina de Combater ao Câncer e Lions Clube, parceiros da iniciativa, também acompanharam a entrega.

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões

“Não há alteração no decreto nessa questão das aulas, estão suspensas por 30 dias”, afirmou o governador

O Governador, Carlos Moisés divulgou durante a coletiva com a imprensa no final da tarde desta quinta-feira (26) algumas ações do Plano Estratégico de Retomada da Atividades Econômica de Santa Catarina. Onde inicia a flexibilização da reabertura de alguns setores. A Rádio Cidade recebeu diversos questionamentos sobre as aulas. O Governador explica que as aulas estão suspensas nas redes públicas e na rede privada em...
Continuar lendo...

PM flagra menor com droga no Santa Terezinha

Ontem, terça-feira (27) por volta das 16h15 na rua Ordem e Progresso, no bairro Santa Terezinha uma guarnição da PM em rondas, observou  uma motocicleta que passava por eles com dois homens, e que ao avistarem a viatura da PM aumentaram a velocidade, que adentraram em uma rua sem saída, local este que é frequentemente utilizado por usuários para consumir drogas. Diante da fundada suspeita os policiais deram ordem de parada com sinais luminosos e...
Continuar lendo...

Carteira de Trabalho Digital já está disponível

Neste começo de 2020 cada vez mais as opções de serviços via online oferecem comodidade e agilidade ao cidadão. Uma destas novidades é que agora também é possível baixar a Carteira de Trabalho Digital. O Governo lançou esta novidade com o objetivo de modernizar o acesso às informações laborais do trabalhador. O serviço é oferecido gratuitamente, basta baixar o aplicativo no Play Store do...
Continuar lendo...