Polícias Civil, Militar e Bombeiros apresentam balanço de 2019

A união dos setores responsáveis pela segurança pública em Brusque tem sido cada vez mais reforçada pelos lideres de Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil. Inclusive na hora de apresentar balanço com números do ano. Foi o que ocorreu na tarde desta terça-feira (10), na Delegacia Regional.

O delegado Fernando de Faveri faz questão de destacar que o trabalho em conjunto de todos os setores é responsável pelos excelentes índices que a cidade possui. Principalmente em relação à resolução de homicídios e o não registro deste tipo de crime em grande número. Em 2019, até esta semana, houve apenas quatro casos.

“Ano que vem vai ser notícia no Globo Repórter”, brincou ele, em alusão à repercussão nacional que a cidade vem recebendo pelo índice, ao lado da também catarinense Jaraguá do Sul.

De Faveri recebeu a imprensa na DRP ao lado do comandante da Polícia Militar, tenente-coronel Otávio Manoel Ferreira Filho, e do comandante do Corpo de Bombeiros, capitão Jacson Luiz de Souza. O objetivo era mostrar de forma conjunta os dados dos três órgãos este ano.

Os números divergem em alguns casos, embora com pouca diferença, dos apresentados pela PM. O comandante Otávio explica que isso ocorre por conta de que determinadas ocorrências são registradas pela PM e não na Civil, ou ao contrário. Em outras situações, como o crime não se configurou, a PM acaba encerrando o atendimento logo no início do chamado. É o caso das tentativas de homicídio, cujos registros da Polícia MIlitar apontam 10 ocorrências em Brusque este ano, contra 04 crimes consumados.

No entanto, os dados mostram que houve redução de cerca de 20% nos crimes de furto na cidade. 

"De forma geral, classificamos que a seguranla pública em Brusque teve uma melhora. Principalmente quando se fala no tocante a furtos e roubos, que são dois crimes que mais causam problemas para nós", pontua o comandante da PM.

Já no trabalho do Corpo de Bombeiros, o atendimento a acidentes de trânsito mais uma vez ficou entre os primeiros da lista. Foram mais de 1,2 mil entre janeiro e o início de dezembro. Os casos de atendimento clínico também ocuparam o topo dos chamados.

"Como todo ano, as ocorrências são muito dinâmicas. Tivemos uma leve redução nos atendimentos. Porém, em relação aos acidentes de trânsito, tivemos um aumento de quase 2,5%. Infelizmente, dá de se dizer, que é o nosso carro-chefe. Infelizmente", frisa ele, lembrando que esses dados são apenas relacionados ao que o Corpo de Bombeiros atende. Há, ainda, os do SAMU.

Confira, a seguir, os números da Polícia Civil, da Militar e do Corpo de Bombeiros:

POLÍCIA CIVIL - CIRETRAN

90.000 mil pessoas atendidas em 2019 até o momento;

07 minutos foi a média de tempo de cada atendimento;

CNHs e documentos de veículos foram os serviços mais procurados;

150 estabelecimentos comerciais foram fiscalizados durante o período;

300 vistorias preventivas acontecera;

707 atestados de antecedentes criminais foram expedidos.

POLÍCIA CIVIL - DELEGACIAS

1.310 foi a quantidade de procedimentos instaurados;

1.106 casos de furtos foram registrados na delegacia, número menor que em 2017, data do último levantamento, quando ocorreram 1.207 registros;

194 prisões em flagrante foram contabilizadas;

75 pessoas foram autuadas por embriaguez ao volante;

04 homicídios foram registrados, todos elucidados;

POLÍCIA MILITAR

04 homicídios registrados;

10 tentativas de homicídios;

59 roubos (quando usa ameaça e arma contra a vítima);

548 casos de furtos registrados;

18 mortes no trãnsito (até esta terça-feira, 10/12);

8.316 infrações d etrãnsito registradas.

CORPO DE BOMBEIROS

1.401 atendimentos pré-hospitalares;

1.145 acidentes de trânsito;

114 incêndios;

190 resgates e salvamentos;

563 atendimentos diversos;

1.401 atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito;

889 atendimentos a vítimas de acidentes com motocicletas;

2.021 atendimentos de emergência médica (casos clínicos);

ATENDIMENTOS DE GUABIRUBA

731 pré-hospitalares;

127 acidentes de trãnsito;

20 incêndios;

21 resgates e salvamentos;

109 diversos.

 

 

 

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões