“O prefeito deu um tiro no pé ao tirar a Casan”

Para o vereador Jaime Nuss (MDB), o problema da falta e qualidade da água fornecida aos munícipes de Guabiruba é o grande problema a ser resolvido pelo governo neste ano. Membro da oposição na Câmara Municipal, ele disse que o prefeito Matias Kohler (PP) errou ao romper o contrato de concessão com a Casan.

“O prefeito deu um tiro no pé ao tirar a Casan”, disse ele em entrevista aso programa Rádio Revista Cidade, da Rádio Cidade, nesta terça-feira (3).

Na visão de Nuss, a própria Casan se sentiu insegura em fazer novos investimento no serviço ainda no período de eleição em que Kohler foi reconduzido ao cargo de prefeito, em 2016. Na época, Kohler já sinalizava que romperia com a empresa.

“O pessoal lá também não é burro. Estamos com sérias dificuldades, muitas reclamações. As pessoas estão ficando nervosas em toda a Guabiruba com o problema da falta de água”, pontua ele.

O caso está em avaliação no Tribunal de Conta do Estado (TCE). Nuss credita que tudo pode ser resolvido ainda este ano e a nova empresa possa assumir em definitivo o serviço.  A concessão é por 30 anos. A oposição acha o prazo muito longo.

“A empresa que vai investir no município precisa ter um certo período para tirar o lucro. Mas 15 ou 20 anos é muito tempo”, disse ele, afirmando que fez um levantamento detectou problemas graves no processos de concessão. Além do prazo de exploração do serviço, o preço do metro cúbico é outro, que ficaria mais caro do que o cobrado em Brusque.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões