Aumenta a proliferação de Caramujos Africanos

A Prefeitura de Brusque, por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde, alerta a população para o aumento da incidência, principalmente com a chegada do calor, dos Caramujos Africanos, que hoje já é considerada uma das 100 maiores pragas do mundo. Os bairros Santa Terezinha, Ema II, Bateas, Volta Grande e Limoeiro são os que apresentam mais ocorrências.

A espécie chegou ao Brasil na década de 80 como opção barata ao Escargot (iguaria da culinária francesa), porém, a produção não foi adiante e alguns caramujos acabaram entrando no habitat da fauna brasileira. A espécie registra uma rápida reprodução, com mais de mil filhotes por ano. A recomendação para quem cultiva hortaliças e frutas em terrenos com a incidência do molusco é deixar os produtos de molho com duas gotas de água sanitária por 10 minutos ou utilizar vinagre para desinfetar. 

“Nossa orientação é que os próprios moradores façam a coleta do caramujo com luvas ou sacos plásticos e enterrem em uma cova de no mínimo 80 centímetros de profundidade, utilizando cal para evitar contaminações”, orienta Tiago Rodrigo Roza, veterinário da Vigilância Sanitária de Brusque. Outras duas formas de eliminar o caramujo é queimá-los (em churrasqueiras de metal ou de alvenarias) ou ainda, colocá-los em um saco plástico e quebrar as colchas, para então descartar no lixo.

 

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões