Área Azul: tempo de tolerância pode voltar

Se reuniram na manhã desta segunda-feira (25) na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Brusque, representantes dos poderes executivo e legislativo municipal, Polícia Militar e membros da diretoria da entidade para debater adequações da “Área Azul”. Segundo o presidente da CDL Brusque, Fabricio Zen, a reunião foi muito produtiva e apresentou diversos pontos de vista essenciais para direcionar as mudanças no estacionamento rotativo de Brusque. “A suspensão temporária deve ser mantida, por pelo menos alguns dias, até que possamos providenciar a alteração no decreto de lei que regulamenta a “Área Azul”. Foi debatida a questão da tolerância de tempo para a regularização do estacionamento e inicialmente todos concordaram em verificar um tempo de tolerância. A CDL ficou encarregada de fazer um estudo para verificar a viabilidade financeira da alteração, assim como o valor das irregularidades”, explica.

Zen destaca que também será realizada de forma permanente a campanha de conscientização para auxiliar e esclarecer dúvidas da população. “Também estamos buscando a ampliação nos pontos de venda com os lojistas, para que o usuário tenha mais pontos físicos para regularização e aquisição de crédito no sistema”, ressalta. Haverá ainda uma segunda reunião na manhã desta terça-feira (26) para aprovação das alterações solicitadas e encaminhamento da solicitação ao poder público municipal para providências.

Participaram da reunião os vereadores André Rezini, Claudemir Duarte (Tuta), Jean Daniel dos Santos Pirola, Paulinho Sestrem e Sebastião Alexandre I. de Lima (Dr. Lima), o comandante do 18º BPM, tenente-coronel Otávio Ferreira Filho, o Técnico de Planejamento Urbano da SETRAM, o representante da Prefeitura de Brusque Luís Henrique Blumer e membros da diretoria da CDL Brusque.

Devido às ocorrências que se intensificaram nos últimos dias contra colaboradores da entidade, o comandante da Polícia Militar de Brusque se colocou à disposição para realizar um treinamento com os monitores sobre como proceder nesse tipo de situação e também sugeriu a criação de um grupo pelo whatsapp com o Centro de Operações da Polícia Militar de Brusque (Copom) para fortalecer a segurança da equipe.

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões