Prevenção ao câncer de próstata ainda é o melhor remédio

A prevenção ainda é o melhor remédio e caminho para combater o câncer de próstata. Palavras do médico urologista Serafim Venzon, em entrevista ao programa Rádio Revista Cidade desta segunda-feira (18). O bate papo foi dentro da campanha Novembro Azul, que trata, justamente, de chamar atenção dos homens para o problema.

Segundo Venzon, a partir dos 40 anos é importante que o homem procure um médico urologista a cada dois anos. Após os 55 anos, esse período de visita deve ser reduzido para uma visita por ano. Dessa forma, é possível diagnosticar qualquer alteração na próstata que venha a comprometer a saúde.

O exame de PSA (Prostate –Specific Antigens), feito com a coleta de sangue, mede a quantidade de células antígenas presentes na próstata. Ele ajuda a identificar a presença do câncer ou não. Porém, o exame de toque retal ainda é o mais adequado e preciso para o diagnóstico.

De acordo com o médico, a prevenção é de importância extrema, pois a cirurgia é carregada de desgaste e dor ao paciente, além de, dependendo do estágio em que a doença se encontra, não ser o suficiente para evitar o avanço do câncer.

Números coletados pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam que um a cada seis homens possui câncer de próstata no Brasil. A doença causa em torno de 14 mil mortes por ano no país.

ASSISTA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA

 

 

 

Dê sua opinião, antes leia os Termos de Uso
Dúvidas ou Sugestões